fbpx

Joana Candeias, jovem talento da gastronomia

Em Ribatejo Cool
Joana Candeias foi uma das vencedoras do concurso Jovem Talento da Gastronomia em 2018 e 2019

Apesar de ter ainda 20 anos, Joana Candeias conta já com muitas experiências profissionais nalguns dos melhores restaurantes do país, depois de ter concluído o curso na Escola profissional do Vale do Tejo. A frequentar o curso de Cozinha da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar em Peniche, Joana Candeias lança-se num projeto próprio ligado à cozinha “Pelas mãos de Joana“.

Natural de Benavente, o gosto pela cozinha surgiu por influência da sua mãe, Carla, passando dias a fio a cozinharem juntas desde muito cedo. “Aos poucos, o gosto pela cozinha passou a amor, e posteriormente de um hobbie passou a profissão e decidi seguir a área profissionalmente”, diz Joana.

Iniciou o seu percurso académico na Escola Profissional do Vale de Tejo em Santarém. Atualmente, frequenta o Curso Técnico Superior Profissional de Cozinha e Produção Alimentar na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche, do Instituto Politécnico de Leiria.

Joana Candeias foi uma das vencedoras do concurso Jovem Talento da Gastronomia em 2018 e 2019

“Desde que iniciei o meu percurso na área foram várias as portas que se abriram e várias as experiências profissionais que me foram sendo proporcionadas, tendo sido sempre bem formada, contribuindo para o meu crescimento tanto profissional como pessoal. Realizei estágios extra-curriculares no Hotel Baía Cristal Beach & Spa Resort no Algarve, no Cantinho de Avillez no Parque das Nações em Lisboa e tive uma das melhores e mais marcantes experiências profissionais, tendo realizado um estágio profissional durante 6 meses no Corinthia Marina Hotel em Saint Julian’s na ilha de Malta”, acrescenta Joana.

A juntar aos estágios, foram surgindo outras experiências no ramo, desde serviços especiais na escola, serviços exteriores como festivais da gastronomia em Santarém e experiências em vários restaurantes e unidades hoteleiras.

As experiências profissionais que soma no seu currículo passam por vários sítios tais como o Hotel Baía Cristal Beach & Spa Resort no Algarve, NAU Hotels & Resorts em Montargil, Vale D’Oliveiras Quinta Resort & Spa no Algarve, Corinthia Marina Hotel em Saint Julian’s Malta, POT Restaurante & Lounge Bar Samora Correia, Mãe Cozinha com Amor no Saldanha em Lisboa, Cantinho do Avillez, no Parque das Nações em Lisboa, Bistro 100 Maneiras em Lisboa, Taberna Ó Balcão em Santarém e L’AND Vineyards em Montemor-o-Novo.

Os principais desafios que tem enfrentado passam pelas “mentes fechadas e o machismo”, diz. Conta que existe muita desvalorização e diferenciação entre um homem e mulher dentro da cozinha, “porque, infelizmente, e ainda são muitas as pessoas com mente fechada que afirmam que só os homens é que podem, conseguem e são capazes de liderar uma cozinha”, considera.

Por outro lado, quando se fala em restaurantes e bons sítios onde comer “é inevitável não falar da Taberna Ó Balcão do Chef Rodrigo Castelo”, destaca. “Não é só mais um restaurante e também não é uma taberna qualquer, desde o espaço em si, à equipa, ao produto, ao processo até chegar ao cliente e a terminar na experiência gastronómica que é possível de se degustar lá, não há palavras que descrevam tal experiência, recomendo vivamente”, sendo que o Ribatejo, tal como explica Joana, só por si “já nos proporciona experiências gastronómicas fantásticas”.

A conquista que mais se orgulha foi a de ter tido a oportunidade de ter trabalhado no espaço do Chef Ljubomir Stanisc.

A sua especialidade na cozinha é o peixe, sendo que cozinha de tudo um pouco, uma vez que gosta de estar preparada para qualquer tipo de cliente que possa surgir, sublinha, sendo a sua especialidade Ceviche de Robalo.

Projeto “Pelas mãos de Joana”

Recentemente surgiu um novo projeto, o site “Pelas mãos de Joana” –https://pelas-maos-de-joana0.webnode.pt/– ligado à cozinha onde as pessoas podem realizar o seu pedido take-away.

Este projeto “surgiu perante a nova realidade da pandemia, quando senti que não podia manter-me inativa”. Começou com “coisas simples, e quase que por brincadeira e a verdade é que os dias iam passando e os pedidos foram aumentando significativamente, tendo criado um movimento maior que esperava, estável e com um feedback bastante positivo”.

A criação deste projeto foi importante a vários níveis, mas principalmente para dar visibilidade ao seu trabalho e à arte de cozinhar.

O sentimento de alguém com apenas de 20 anos que já abraçou inúmeros projetos, tendo começado o seu recentemente, “É uma sensação incrível e quase que indescritível, é toda uma sensação de gratidão por todas as oportunidades, por todos os profissionais que se dedicaram a mim, a ensinar-me, a transmitirem-me os melhores e mais valiosos conhecimentos e princípios. Sobretudo, uma sensação de dever cumprido por aos poucos traçar o meu caminho e ir alcançando os meus objetivos, não perdendo a humildade, o foco e de certa forma indo deixando orgulhoso quem tanto aposta, acredita e confia em mim.”, afirma.

O grande objetivo de Joana Candeias é “concluir a licenciatura em Gestão da Restauração e Catering e arranjar emprego na área para ganhar mais estofo, mais experiência, e que me permita atingir uma certa estabilidade financeira de forma a delinear pormenorizadamente o meu projeto de abrir um restaurante próprio”.

Jéssica Vassalo

1 Comment

Leave a Reply

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: