Missão empresarial virtual ao Gana com agendamento de reuniões virtuais

Em Empresas

Um conjunto de empresas da região vai participar de 21 a 25 de setembro na missão empresarial virtual ao Gana que a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, está a preparar. Neste momento estão já confirmadas reuniões por videoconferência entre os dois países nas áreas dos Vinho, Novas tecnologias / Desenvolvimento de Software e Ferramentas de Gestão, Produtos Alimentares e Bebidas e Produtos de Saúde e Farmacêuticos. As empresas participantes contam com financiamento de 50% das despesas elegíveis.

A NERSANT encontra-se a implementar uma nova metodologia na forma de abordar os mercados e a internacionalização dos negócios. Neste sentido, as tradicionais missões empresariais vão agora realizar-se online, com a associação a assumir a organização dos encontros de negócios virtuais entre os empresários. O Gana é o próximo mercado a abordar. A missão empresarial virtual vai realizar-se já no próximo mês, de 21 a 25 de setembro, contando já com a confirmação de diversas empresas da região nos setores dos Vinhos, Novas Tecnologias / Desenvolvimento de Software e Ferramentas de Gestão, Produtos Alimentares e Bebidas e Produtos de Saúde e Farmacêuticos.

Assim, a NERSANT tem vindo a trabalhar com as empresas participantes, no sentido de perceber quais os seus objetivos com a missão empresarial, procurando no mercado destino agentes económicos que possam satisfazer as suas expetativas. Neste momento, o calendário de reuniões por videoconferência conta já com a marcação de diversas reuniões B2B online nos setores de atividade já referidos.

Todo o processo de verificação da elegibilidade da empresa e do respetivo agendamento das reuniões está, desta forma, a ser organizado pela NERSANT, podendo as empresas participantes focar-se na melhor estratégia e metodologia de abordagem aos respetivos mercados.

Com esta nova modalidade de missão empresarial, a NERSANT pretende criar oportunidades para as empresas nos mercados em causa, com custos mais reduzidos e sem a necessidade, pelo menos numa primeira fase, de realizar uma deslocação física aos mercados.

A missão empresarial virtual ao mercado do Gana é uma ação realizada no âmbito do projeto conjunto Negócios no Mundo, sendo que as empresas elegíveis terão acesso a cofinanciado de 50%, no âmbito do COMPETE / Portugal 2020.

As empresas interessadas em obter mais informações ou inscrever-se no evento poderão ainda fazê-lo, bastando para tal contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT através do e-mail datic@nersant.pt ou do número 249 839 500. Do mesmo modo, os interessados podem preencher o formulário de adesão e solicitação de informações disponível na área “Agenda” do portal da associação, em www.nersant.pt.

Gana com diversas oportunidades de negócio

Com uma localização estratégica na África ocidental, o Gana é um mercado em destaque, com um crescimento económico acima dos 5% a 6% por ano. Conta com uma população de 30 milhões de habitantes, dos quais 4 milhões na capital, Acra. O inglês é a língua oficial e o cristianismo é a religião de 70% da população. O país tem um risco político baixo, sendo uma democracia consolidada, com multipartidarismo e alternância democrática. Os indicadores de competitividade estão acima da média e o índice de corrupção é baixo para África, sendo ligeiramente superior à Grécia e Itália e inferior à India. Destaca-se a facilidade de fazer negócios (economic freedom). O Gana é um dos três países com melhores indicadores na facilidade de fazer negócios em África, a par da África do Sul e de Marrocos.

Quanto a oportunidades de negócio, importa destacar a agricultura e o setor da transformação de produtos agrícolas, nomeadamente nas áreas da alimentação de gado, farinha de peixe, entre outros. Na indústria, destaque para os têxteis e vestuário, transformação de madeira, produção de sal, indústria de processamento alimentar e joalharia. Associados à indústria, existem ainda oportunidades associadas a explorar nos setores de embalagem e empacotamento, instalações de armazenamento e equipamento mecanizado.

Para além disso, destaque para as energias renováveis, que têm vindo a ser uma das apostas do Governo, principalmente a energia térmica e hidroelétrica. Nos setores do turismo e da hotelaria, existem também várias oportunidades, mas é no imobiliário que as oportunidades são maiores, devido à grande carência em termos de construção residencial, comercial e industrial.

Leave a Reply