fbpx

Vídeo – Frase de Bernardo Santareno foi pintada na rotunda do Santarém Hotel à revelia da Câmara

Em Sociedade

“Lutem para que o fascismo não torne a acontecer neste país”. A frase de Bernardo Santareno apareceu pintada esta terça-feira no muro da rotunda junto ao Santarém hotel.

Uma atitude de rebeldia e contestação perante a censura da Câmara à obra de arte do artista João Domingos que apresenta a frase do dramaturgo como legenda.

A frase que acompanha a pintura que tanto desgostou a vereadora da cultura ao ponto de não ter autorizado a obra, acabou mesmo por aparecer pintada por um anónimo esta terça-feira no muro na rotunda Madre Andaluz.

O mural da autoria do pintor João Domingos foi uma das iniciativas do programa do 3.º Encontro internacional de artistas plásticos de Santarém. A pintura estava prevista inicialmente para este muro da rotunda junto ao hotel de Santarém. Mas a Câmara de Santarém não autorizou, porque a vereadora da cultura Inês Barroso não gostou da proposta do artista.  A censura da obra de arte gerou polémica em Santarém e obrigou a organização a encontrar um local alternativo.

A pintura acabou por ser realizada numa parede da Escola Superior de Educação de Santarém, já no interior do Complexo Andaluz, com autorização do Instituto Politécnico de Santarém, num local fora da tutela da autarquia.

Agora, à revelia da aprovação da Câmara alguém decidiu pintar no muro da rotunda do Santarém Hotel a frase de Bernardo Santareno, escritor que sofreu a censura dos seus livros e peças de teatro no tempo do fascismo. Uma frase que mantém toda a atualidade neste tempo em que a extrema-direita volta a ser uma ameaça em Portugal e no mundo.

Apesar da oposição da autarquia, a organização do encontro internacional de artistas teimou em concretizar a pintura do mural que assinala o centenário do nascimento de Bernardo Santareno, um dos maiores dramaturgos portugueses de sempre, nascido há 100 anos em Santarém.

Leave a Reply

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: