fbpx

Presidente da Câmara publica foto manipulada com frase adulterada de Bernardo Santareno

Em Sociedade

O presidente da Câmara veio acicatar a polémica à volta do caso da pintura de homenagem a Bernardo Santareno, ao publicar no Facebook uma imagem manipulada que adultera uma frase de Bernardo Santareno.

Pintura mural de João Domingos na parede da ESES

A polémica nasceu com a censura da Câmara ao mural do pintor João Domingos, o que obrigou a executar a pintura na Escola Superior de Educação no recinto do complexo Andaluz, já fora da alçada da censura municipal.

Muro pintado por anónimos com a citaçáo de Bernardo Santareno

Depois, foi a pintura por anónimos da frase de Bernardo Santareno no muro junto ao hotel onde estava inicialmente prevista a pintura do mural.

Foto publicada por Ricardo Gonçalves no Facebook

Agora, é o presidente da Câmara Ricardo Gonçalves que, à laia de justificação para a censura do mural, veio publicar uma foto manipulada com a legenda: “Dentro em breve, neste e noutros muros da nossa cidade irão nascer obras de arte urbana que vão encher de orgulho todos os Escalabitanos”.

O problema é que a manipulação da fotografia adultera a frase de Bernardo Santareno e a história de Portugal: “Lutem para que o fascismo e comunismo não torne a acontecer neste país”. O que gerou uma onda de protestos e acicatou ainda mais polémica, por desrespeitar o escritor e por falsear a história de Portugal, agitando o fantasma do comunismo para contrapor ao fascismo, sendo que o país não passou por nenhum regime comunista, mas sofreu sim uma longa ditadura fascista que durou 41 anos.

1 Comment

Leave a Reply

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: