Livro “O Bebedor de Tisanas” de Américo Brás Carlos apresentado este sábado em Azambuja

Em Ribatejo Cool

O Município de Azambuja vai receber Américo Brás Carlos para a apresentação do seu novo livro – “O Bebedor de Tisanas”, no próximo sábado, dia 17 de outubro, pelas 16h00.

A iniciativa terá lugar pelas 16h00, no jardim da Biblioteca Municipal de Azambuja. A entrada é livre e cumprirá todas as medidas da Direção-Geral de Saúde, sendo obrigatório o uso de máscara e o necessário distanciamento social. O acesso ao evento será feito pelo portão do jardim da biblioteca (frente aos CTT) e está sujeito à lotação dos lugares disponíveis.

A obra será apresentada pelo próprio autor, Américo Brás Carlos, natural de Azambuja, e por Tânia Dias Carlos. Trata-se de um livro de poemas em verso e prosa, e se todos os livros são uma viagem, este “Bebedor de Tisanas” é uma viagem completa, com paragens, volta e tudo.

“O poeta viajante tenta perceber cada estação do princípio ao fim da linha e retorna ao início, que, aliás, nunca perdeu de vista. Uma viagem-vida. Numa cronologia evidente, as três partes do livro marcam essa divisão temporal (podia ser um romance sem flashback), antecedidas de um prólogo em verso que é uma «teoria geral» da poesia, também em prosa, aqui presente”, refere a nota de apresentação.

“Livro feito de infâncias, memórias de pores-do-sol, cheiros, risos, figos, tangerinas, regatos, viagens, desamores, e de erotismos mitigados. Se o livro parecer autobiográfico, o poeta não nega que assim seja, pelo menos parcialmente”, adianta a nota da autarquia.

A edição da obra é da Guerra e Paz, Editores, S.A., e conta com o apoio da Câmara Municipal de Azambuja.

Nota biográfica

Américo Brás Carlos nasceu em 1952, no Concelho de Azambuja. Foi trabalhador fabril e técnico de manutenção industrial durante 13 anos. Pelo meio, cumpriu o serviço militar obrigatório em Angola. Lecionou na Faculdade de Direito de Lisboa, ISCTE-IUL e INDEG-ISCTE e Universidade Politécnica de Moçambique, perfazendo cerca de 35 anos de docência universitária. Foi técnico e dirigente da administração fiscal portuguesa e consultor do Fundo Monetário Internacional, do Banco Mundial, da União Europeia, do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos da América e de algumas empresas de consultadoria, tendo exercido funções em Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Angola e Cabo Verde. É autor do livro “Impostos-Teoria Geral” (cinco edições) e coordenador da obra “Guia dos Impostos em Portugal” (30 edições). Publicou, ainda, os livros de poemas “Adágio, Romanza e Grave” (duas edições), “As Flores Brancas do Frangipani” e “Pais e Filhos, Avós e Netos em Versos Discretos” (literatura infanto-juvenil). Mais recentemente, publicou um trabalho de investigação histórica da sua autoria intitulado “A greve camponesa de 8 de maio de 1944 em Azambuja e no Baixo Ribatejo – História e geografia humana”

Leave a Reply