fbpx

PSD quer melhores acessos rodoviários no concelho da Chamusca

Em Região

Os deputados do PSD eleitos por Santarém interpelaram por escrito o Primeiro-Ministro sobre a necessidade de melhoria dos acessos ao Eco Parque do Relvão, na Chamusca, que continua a receber resíduos perigosos de todo o País e irá acolher, nos próximos oito meses, resíduos de um aterro de Gondomar.

Numa pergunta ao Primeiro-Ministro, os deputados querem respostas para garantir que a “megaoperação” prevista de transporte de resíduos desde São Pedro da Cova, em Gondomar, até à Chamusca não representa qualquer “perigo para as populações”.

“Tendo em conta que o Ministro do Ambiente e da Ação Climática anunciou ao País que a operação de remoção dos resíduos de São Pedro da Cova, Gondomar, se iniciaria em breve e que ao longo dos próximos 8 meses, diariamente 32 camiões transportariam 125 mil toneladas de resíduos tóxicos desde as minas em Gondomar até ao comboio em Valongo e que daí seguiriam por via ferroviária até à Chamusca, o problema é ainda mais evidente”, referem os deputados.

O PSD sublinha que “os resíduos perigosos de todo o País são transportados para a Chamusca e aí devidamente tratados”. No entanto, segundo o PSD, “os acessos à Chamusca e, em particular, ao Eco Parque do Relvão são extremamente deficitários face ao elevado trânsito de camiões com resíduos perigosos desde então se passou a registar, quer através do atravessamento do centro da vila da Chamusca quer na travessia da ponte da Chamusca (Ponte Isidro dos Reis) sobre o rio Tejo, o caos rodoviário é permanente, quer porque a ponte está em mau estado e só um camião a pode atravessar de cada vez, quer porque as vias no centro da Chamusca são tão estreitas que dois camiões não se podem cruzar”.

Os deputados dizem que o “constante adiamento da conclusão do IC3 e das ligações previstas com os restantes eixos rodoviários principais, quer com a A23 quer com a A13, tem criado uma situação de grande injustiça e perigo não só para a população da Chamusca, mas também de outros concelhos como a Golegã, Alpiarça ou Almeirim”. “Além do problema do congestionamento do tráfego, estamos também perante uma constante ameaça à saúde pública, pois, a população deste concelho, e em particular quem vive na vila, confronta-se diariamente com uma anormal quantidade de fumo e poluição provocado pelo trânsito excessivo de veículos pesados. Para muitas pessoas, viver naquelas condições é quase um inferno”, assinalam.

O Eco Parque do Relvão, localizado no concelho da Chamusca, acolhe os dois CIRVER (centros integrados de recuperação, valorização e eliminação de resíduos perigosos) existentes em Portugal que têm como objetivo criar uma “solução interna” para as cerca de 254 mil toneladas de resíduos perigosos produzidos em Portugal.

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: