fbpx

Aumento exponencial da deposição de lixos tóxicos na Chamusca – Deputados do PSD defendem conclusão do IC3 e nova ponte na Chamusca

Em Região

A difícil situação de congestionamento nos acessos ao Eco Parque da Chamusca foi recentemente ainda mais agravada pelo transporte dos resíduos tóxicos de São Pedro da Cova que ao longo de 9 meses significarão mais 36 camiões por dia a atravessar a Ponte da Chamusca ou a percorrer o centro da vila. Isto a acrescentar ao facto de todo o amianto retirado das escolas de todo o país estar a seguir o mesmo caminho.

Para os deputados do PSD eleitos pelo distrito de Santarém, esta é uma oportunidade para questionar diretamente o Primeiro Ministro sobre a enorme injustiça que a falta de solução para as acessibilidades representa para a população da Chamusca que vêem a sua qualidade de vida e sobretudo a sua saúde e segurança afetadas.

Segundo o deputado Duarte Marques “além de todas as justificações técnicas e estratégicas, já para não falar de existir uma posição unânime de todos os partidos do Parlamento, há sobretudo um principio de justiça social para com uma população que aceitou sem protesto receber no seu quintal os resíduos mais perigosos de todo o país e até da Europa”.

Tendo em conta que esta é uma matéria tutelada pelo Ministro do Ambiente, mas cuja solução dependerá mais do Ministro das Infraestruturas e da Habitação ou das Finanças, e tendo em conta que até agora nenhum dos Ministérios procurou resolver, os deputados do PSD entenderam dirigir estas questões diretamente ao Primeiro-Ministro que tem a responsabilidade de dar uma resposta às populações. É verdade que a solução tem sido por diversas vezes prevista mas jamais saiu do papel e a situação ambiental e de saúde pública agrava-se todos os dias, afirma o deputado.

Na pergunta assinada pelos deputados João Moura, Isaura Morais e Duarte Marques, além do apelo feito, questiona-se o Primeiro-Ministro sobre “se tem o Governo previsto para o imediato a resolução do problema das acessibilidades ao concelho da Chamusca e em particular do Eco Parque do Relvão? Pode o Governo garantir que toda esta operação de transporte de resíduos perigosos desde Gondomar até à Chamusca não representa qualquer perigo para as populações? Preparou o Governo algum plano alternativo ou medidas para dar resposta ao previsível aumento de tráfego, num percurso já de si muito congestionado, por via do maior afluxo de camiões nos próximos 8 meses? Tem o Governo feito o devido acompanhamento sobre a qualidade e eficácia dos tratamentos assegurados pelos dois CIRVER?”

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: