fbpx

Santa Engrácia anda por Santarém…

Em Opinião

A última Assembleia Municipal em Santarém foi já no passado dia 28 de setembro com continuação no dia 6 seguinte. Logo na altura, falámos aqui de alguns dos temas que lá foram abordados com a promessa de voltarmos nas semanas seguintes a mais uns quantos. A atualidade não o permitiu até agora mas, como se costuma dizer, mais vale tarde do que nunca e é o que hoje aqui farei.

Uns dias antes desta Assembleia a Câmara Municipal tornou público e assumiu que vai finalmente surgir em Santarém em 2021 um parque de autocaravanismo e também de campismo e bungalows. Congratulei-me por isso, obviamente, dizendo esperar que não aconteça mais uma vez Almeirim tomar-nos a dianteira, como tem acontecido recorrentemente – o crematório é o exemplo significativo mais recente. Lembrei mais uma vez que em setembro de 2015 foi aprovada pela Assembleia Municipal uma Recomendação para a “Criação de Estrutura de Acolhimento para Autocaravanas”, que aparentemente teve na altura a anuência da Câmara Municipal. O que é certo é que até ao momento nada foi feito. Em junho de 2019, quando questionada sobre a candidatura ao programa “Criação e Dinamização da Rede de Infraestruturas para o Autocaravanismo do Alentejo e Ribatejo” aprovada para Valada, soubemos que Santarém nem sequer se candidatou a este programa, não aproveitando assim esta oportunidade de financiamento, como fizeram muitos outros concelhos da zona, quer do Alentejo, quer do Ribatejo! Mais uma possibilidade que na altura se perdeu sem sequer tentar… Talvez seja agora que a coisa vai levar caminho, ou talvez não, poderá ser só mais um dos muitos projetos que a nossa Câmara gosta de apresentar, mas que nunca passam à prática. Mais uma vez, a ver vamos… Se a zona do Complexo Aquático, um pouco distante da centralidade turística da cidade, é ou não a melhor, já são outtros quinhentos.

Outra questão abordada foi a das eternas obras do Mercado Municipal que correm o risco de ficarem para sempre epitetadas como “as obras de Santa Engrácia de Santarém”! Comecei por me congratular com o recomeço das obras acontecido em início de setembro e por dizer esperar que não haja ainda mais contratempos para além da derrapagem orçamental e do atraso já conhecidos. No entanto, e mais ainda agora com o inverno aí, continuo muito preocupado com as paredes que continuam a estar destelhadas e descobertas e a cada vez mais ficarem impregnadas de água e com a pouca proteção dos históricos azulejos que decoram as paredes exteriores que, como era já previsível, já apresentam falhas, talvez dificilmente reparáveis, como é o que acontece com a falta de 2 azulejos no painel da porta principal! Mais uma pequena nota para referir que o aviso de obra no local continua a indicar o dia 12 de agosto passado como data de conclusão das obras, o que se mantém até hoje, apesar de estar passado mais um mês e meio sobre a altura em que o presidente de Câmara disse ter tomado boa nota do que eu referi e ir providenciar a correção desta lacuna.

Mais se passou, mais se referiu, mas fiquemos por aqui, fiquemos pelo essencial…

Francisco Mendes

Leave a Reply

Recentes de Opinião

Ir para Início
%d bloggers like this: