Assembleia de Freguesia de Samora Correia aprova voto de pesar pela morte de Joaquim Miranda

Em Sociedade

A Assembleia de Freguesia de Samora Correia aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pela morte de Joaquim António Miranda da Silva, natural de Samora Correia, que foi Campeão Nacional de Boxe e representou Portugal em várias competições internacionais.

Militar no quadro de honra serviu as Forças Armadas com empenho, zelo, valentia e aprumo como sargento, instrutor e ativista das associações da classe, refere o voto de pesar aprovado.
A Assembleia de Freguesia recorda que nos anos 1970, Ricardo Ferraz, uma lenda do boxe nacional, reparou no potencial do 1,92m de altura e nos 100 quilos de Joaquim Miranda e recrutou-o para o boxe, tornando-se o mestre do campeão samorense.

Joaquim Miranda foi fundador e treinador grau l da secção de boxe da SFUS. Foi campeão nacional de Boxe na categoria de peso-pesados, nos anos de 1978-1979, em representação do Sporting Clube de Portugal. Foi um incentivador dos jovens de Samora na carreira militar ou na prática do desporto que amava. Colaborou graciosamente na organização das festas tradicionais e de eventos com notoriedade em Samora Correia.
Participou em diversos filmes, documentários, séries e novelas sendo sempre reconhecido como o Grande “Miranda de Samora Correia”.
Criou e desenvolveu a secção de boxe na SFUS e atraiu dezenas de novos praticantes utilizando a modalidade como fator da valorização da condição humana e do respeito pelo próximo.
“Joaquim Miranda é um dos samorenses que representa a capacidade de superação dos meninos pobres desta terra que não se inibiram de criar sonhos e alimentá-los vencendo os obstáculos”, salienta a Assembkleia de Freguesia de Samora Correia.

Leave a Reply