Pedro Canavarro lança novo livro “Liberdade em Morrer”

Em Ribatejo Cool

“Liberdade em Morrer” é o título do novo livro de Pedro Canavarro, que teve lançamento público esta quinta-feira, no Teatro Sá da Bandeira em Santarém e já esta sexta-feira, no Grémio Literário em Lisboa.

Pode ver aqui o vídeo da apresentação da nova obra de Pedro Canavarro.

Trata-se da segunda obra literária de Pedro Canavarro – a primeira foi a sua autobiografia “A Casa de Pedro”. Na apresentação da nova obra, Pedro Canavarro contou que este livro está balizado em dois momentos distintos, 2019 e o confinamento trazido por 2020, que impos um despojamento em que acabamos por ter mais tempo e nos permite sermos mais livres. São 86 páginas, de textos literários, reflexões filosóficas, poemas, ilustrados com fotografias de pinturas, muitas delas do seu filho António Canavarro.

Pedro Canavarro é licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa e diplomado em Museologia e Conservação de Museus no Museu Nacional de Arte Antiga, onde veio a ser docente. Em 1966, criou o leitorado de Português no Japão, e de 1968 a 1976 foi professor assistente na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.

Em 1980, foi Comissário-Geral de uma das maiores exposições de sempre sobre os Descobrimentos Portugueses – “XVII Exposição de Arte, Ciência e Cultura”, foi membro da Assembleia Municipal e vereador da Câmara Municipal de Santarém, foi militante, secretário-geral e deputado do PRD (Partido Renovador Democrático) e candidato independente às Eleições Europeias, em Itália.

Dedicado ao associativismo cultural da sua terra, foi dirigente e criou a Associação de Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém, dirigente da Associação de Amizade Portugal Japão, da Casa da Europa do Ribatejo e do Círculo Cultural Scalabitano.

É autor de contributos nas áreas de História, Arte, Cultura e Política, e foi distinguido com a Medalha Pró-Mérito do Conselho da Europa, Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e Grã-Cruz do Mérito do Descobridor do Brasil Pedro Álvares Cabral, além da Ordem do Sol Nascente com Raios de Ouro pelo Imperador do Japão.

Presidiu a Casa-Museu da Fundação Passos Canavarro, – Arte, Ciência e Democracia, que defendia os valores culturais, artísticos, de investigação e de democracia, extinta em 2018 por sua vontade. 

Leave a Reply