Almeirim, Coruche, Salvaterra de Magos, Torres Novas, Tomar e Entroncamento apoiam compras no comércio tradicional

Em Empresas

O município de Tomar duplicou para 80.000 euros o investimento em vales de oferta para os munícipes gastarem no comércio tradicional durante a época natalícia, numa modalidade de apoio à economia local replicada em outros concelhos do distrito de Santarém.

No caso de Tomar, o município decidiu duplicar a verba de 40.000 euros inicialmente destinada à iniciativa, depois desta se ter esgotado “em menos de uma semana”, sublinhando a autarquia, em comunicado, que o dinheiro disponibilizado resulta de ter reduzido “significativamente os custos com a iluminação pública de Natal para apenas 19 mil euros”.

Cada munícipe pode adquirir cartões até um máximo de 200 euros.

A medida não se aplica a hipermercados, estabelecimentos de bebidas ou tabacos ou comércio a retalho de combustível para veículos a motor, em estabelecimentos especializados, segundo uma nota do município torrejano.

Almeirim investiu 20.000 euros na campanha “5 val€ o dobro”, em que quem adquirir vales no valor de 5 euros fica com 10 euros para serem gastos no comércio do concelho.

A decorrer até 09 de janeiro de 2021, em parceria com a associação comercial local, o município espera aumentar o volume de negócio dos comerciantes locais em 40 mil euros.

A Câmara de Salvaterra de Magos volta, pelo oitavo ano consecutivo, a promover, em parceria com a associação de comerciantes, uma campanha de incentivo às compras no comércio local, até 06 de janeiro de 2021, com a atribuição de vales de compras que vão dos 30 aos 200 euros, num sorteio a que se habilita quem fizer compras superiores a 20 euros.

Também a Câmara de Coruche promove uma campanha de oferta de senhas para compras superiores a 15 euros que serão depois sorteadas para oferta de vales de compras que vão dos 50 aos 1.000 euros.

Também o município de Torres Novas promove, até 08 de janeiro, uma campanha para apoiar o comércio local nesta época, de forma a reduzir o impacto das quebras provocadas pela pandemia da covid-19, que passa igualmente pela emissão de cartões de 10 e 20 euros que podem ser adquiridos pelos munícipes por metade do valor, neste caso com um máximo por munícipe até 100 euros.

No caso do Entroncamento, os vales de compras têm um valor de 10 euros, podendo igualmente ser adquiridos por metade desse valor, num máximo de três por munícipe, estimando o município investir 15.000 euros nesta campanha.

Leave a Reply

Recentes de Empresas

Ir para Início
%d bloggers like this: