Pancadaria na reunião do Chega em Santarém

Em Sociedade

Os militantes do Chega envolveram-se em confrontos numa reunião que aconteceu no dia 5 de dezembro, em Santarém, revelou hoje o Observador.

Segundo aquele jornal online, foram convidados 12 militantes a participar no encontro, mais o vice-presidente do partido, Nuno Afonso. Mas apareceram também três membros da comissão instaladora do Chega de Salvaterra de Magos e uma ex-dirigente do Chega de Coruche que não tinham sido convidados e que foram à reunião para reclamar disso mesmo. Foi-lhes respondido que nem todos os militantes da distrital poderiam ter sido chamados.

Os três militantes foram então convidados a sair da reunião, mas o conflito verbal culminou em agressões. Segundo do Observador, a militante de Coruche deu dois murros num militante do Chega de Santarém, segundo confirmou ao jornal online a presidente do Chega/Santarém, Manuela Estêvão. A agressora teve mesmo de ser agarrada para não agredir ainda outro militante.

A polícia foi chamada ao local e confirma que cinco pessoas foram identificadas e duas apresentavam ferimentos: além do militante de Santarém agredido, a agressora também foi assistida às lesões nas mãos pelos murros que deu no seu colega.

2 Comments

  1. […] A presidente do Chega/Santarém, Manuela Estevão publicou no Facebook a sua versão dos acontecimentos na reunião que ficou marcada pelas agressões entre militantes do partido, “para dar resposta aos muitos pedidos de esclarecimento sobre o que se passou em Santarém, uma vez que alguém passou a informação dos acontecimentos para os M…“. […]

Leave a Reply