Concelhia do Chega de Salvaterra de Magos esclarece pancadaria na reunião da Distrital em Santarém

Em Sociedade

Na sequência da notícia publicada no Mais Ribatejo, baseada num artigo do jornal online Observador, sobre as agressões entre militantes do Chega numa reunião que aconteceu no dia 5 de dezembro, em Santarém, vem a Comissão Instaladora da Concelhia de Salvaterra de Magos do partido Chega dar a sua versão dos acontecimentos, como direito de resposta que passamos a reproduzir:

“A Comissão Instaladora da Concelhia de Salvaterra de Magos do Partido CHEGA, repudia e condena todos os insultos, calúnias lesivos do Bom Nome, reputação e honra dos elementos desta Comissão Instaladora. 
A comissão instaladora da concelhia de Salvaterra de Magos foi empossada a 26 de Março de 2020, tendo até à presente data realizado todas as suas ações para promover o partido Chega junto do concelho de Salvaterra de Magos, e do seu presidente André Ventura, pautando as mesmas pela urbanidade fora e dentro do partido e sobretudo com os órgãos eleitos do mesmo.
O jornal Mais Ribatejo baseia o seu artigo, em alegados factos que se recusou a verificar com as partes que envolve numa trama sem nexo e sobretudo sem verdade.
Efectivamente não é praticado jornalismo, pois este implica, a verificação e confronto de versões, ouvir as partes atendíveis, separar factos de opiniões e atribuir estas, não fazer acusações sem provas.
Ora, não foi isto precisamente que se verificou no artigo datado de 24/12/2020, este jornal nunca contactou o Coordenador da Comissão Instaladora de Salvaterra de Magos, ou qualquer um dos seus elementos, para responder a estas acusações infundadas,  ilegítimas e erradas e proporcionar o seu contraditório. 

Assim vimos desta forma exigir que seja resposta a verdade.
1 – A reunião referida no artigo foi convocada publicamente nas redes sociais – Facebook, conforme é apanágio da Presidente da Distrital de Santarém, conforme documento (que reproduzimos aqui):


2. Como gostamos de confirmar elementos informativos das redes sociais, foi enviado um e-mail no dia 3/12 pelas 15h a solicitar as mesmas à Exma. Sra. Presidente da CPD de Santarém – Manuela Estevão, conforme documento (que aqui reproduzimos):

3 – No dia 5/12 pelas 15h, alguns dos elementos da Comissão Instaladora da Concelhia de Salvaterra de Magos dirigiram-se à reunião na Casa do Brasil em Santarém, conforme anunciada nas redes sociais e sem qualquer resposta ao email enviado.


4. Chegada, alguns dos elementos da Comissão Instaladora de Salvaterra de Magos, à supramencionada reunião, de portas abertas, em que se encontravam já alguns presentes, tendo ainda outros chegado após, ao que a Exma. Sra. Presidente da CPD de Santarém, referiu aquando a nossa chegada que a referida reunião seria apenas dirigida a Coordenadores, ao qual lhe transmitimos que então era para nós também, visto, sermos os Coordenadores de Salvaterra de Magos, ao que Sra. Presidente Manuela Estevão, corrige a afirmação e passa a afirmar que a reunião era somente para convidados.
5- Posteriormente houve desacatos e ofensas a uma Senhora que não pertence à Comissão Instaladora da Concelhia de Salvaterra de Magos, mas que não deixa de ser Militante do Partido e Senhora. Haja, respeito e educação. Sei que a Senhora apresentou queixa na PSP e então sendo caso de segredo de justiça pelo que deveremos aguardar serenamente o desenrolar do processo. 
6- Também os Membros da CI de Salvaterra de Magos foram ofendidos por um espectador dessa mesma reunião e em relação a essas ofensas foi apresentado o respectivo processo crime!
7-  Após toda este lamentável cenário, saímos e por ali ficamos mais um pouco a assistir à chegada de 2 veículos da PSP e de 1 ambulância. Nunca foi qualquer um dos elementos da CICSM identificados ou sequer abordados pela PSP.

8- Mais tarde, 3 membros da CI de Salvaterra de Magos apresentaram queixa contra o Sr. Gerardo Pedro de injúrias/ofensas e difamação. Foi-nos informado que depois disso até existam outras, contra outros intervenientes, mas não podemos confirmar.
Estes foram os factos, e como tal pode depreender-se que de maneira alguma qualquer elemento da CICSM esteve ou agiu em desconformidade com as regras da urbanidade educação ou simplesmente agiu contra a lei e/ou direito, tendo visto o seu Bom Nome, Reputação enxovalhado em praça pública como “bando de malfeitores” denegrindo também por consequência o partido Chega que tanto orgulho temos em representar e consolidar junto das nossas gentes.

Atenciosamente, 
O Coordenador da CI de Salvaterra de Magos do Partido CHEGA, 
Hugo do Rosário

2 Comments

Leave a Reply

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: