Quanto à mutação do SARS-Cov

Em Correio dos Leitores

Quanto à mutação do SARS-Cov é preciso ter em conta que:

1. é 70% mais transmissível sendo de esperar que, em breve, vai tomar o lugar da atual simplesmente porque é mais eficiente que a variante atual: Estima-se que, atualmente, a maioria dos contágios no Reino Unido já o sejam nesta variante e em breve o mesmo sucederá no resto da Europa
https://www.bbc.com/portuguese/geral-55377341
3. nada indica que as vacinas em desenvolvimento não serão capazes de manter os atuais níveis de eficácia entre os 90 e os 96% (recordação: a vacina da gripe é eficaz em apenas 60% dos casos)
https://www.dn.pt/mundo/pfizer-e-moderna-testam-vacinas-contra-nova-variante-13163608.html
5. a imunidade à COVID dura 2 ou 3 anos e mesmo findo este prazo se houver reinfeção esta será menos grave que a anterior porque o corpo irá conservar algum tipo de memória contra o vírus e responder melhor e mais fortemente contra o dito:
https://www.nytimes.com/2020/11/17/health/coronavirus-immunity.html
7. esta mutação não é como o da Influenza cujo vírus é único na sua capacidade em se mutar sem perder qualidades (normalmente os vírus têm mutações a cada 1000 ou 10000 réplicas)
https://www.dw.com/en/coronavirus-mutation-no-reason-to-panic-virologist/a-56008220
9. se for preciso, as novas vacinas RNA podem ser ajustadas para qualquer nova mutação em apenas algumas horas (a partir de uma amostra genética) e será possível produzir a versão adaptada em apenas algumas semanas depois
https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/mrna.html

por isso: No Panic 🙂

Rui Martins

Leave a Reply

Recentes de Correio dos Leitores

Ir para Início
%d bloggers like this: