Município de Azambuja aprovou as grandes opções do plano e o orçamento para 2021

Em Região

Os órgãos autárquicos do Município de Azambuja aprovaram o Orçamento para o ano 2021 e as Grandes Opções do Plano para o período 2021/2025, que incluem o Plano de Atividades Municipais (PAM) e o Plano Plurianual de Investimentos (PPI). No próximo ano, o Município contará com um orçamento de vinte e três milhões e noventa e sete mil euros (€ 23.097.000,00). Os documentos foram aprovados pelo Executivo Municipal em reunião no dia 18 de dezembro e, também aprovados, pela Assembleia Municipal na sessão ordinária realizada a 30 de dezembro

De destacar que, à semelhança do último ano, o documento continua a evidenciar a recuperação economico-financeira do município com uma subida superior a dois milhões de euros, face a 2020 em que o orçamento foi de € 20.939.000,00. Recorde-se que esta tendência continua a confirmar o crescimento consistente registado nos anos anteriores (2019: €18.720.000,00; 2018: €16.242.085,00; 2017: €14.728.665,00; 2016: €13.700.020,00; 2015: €13.345.746,00; e 2014: €13.145.726,00). O fator que muito contribui para o incremento orçamental do próximo ano é um conjunto de verbas provenientes de fundos comunitários relativos a várias candidaturas aprovadas e cujas obras já se iniciaram e terão um grande desenvolvimento, ou até mesmo serão concluídas em 2021.

Dando continuidade ao equilíbrio e consolidação das finanças municipais já alcançados, a Câmara de Azambuja irá prosseguir uma gestão de rigor que permitirá continuar a honrar os compromissos e, simultaneamente, aumentar o investimento em diversas áreas. Na conjuntura de pandemia e consequente crise económica em que o mundo se encontra, haverá igualmente uma atenção especial a áreas como a Ação Social, a Proteção Civil e o Desenvolvimento Económico.

As principais apostas do investimento municipal em 2021 serão os pelouros da Educação (com 16,0%) da Cultura e Turismo (com 16,6%), do Ambiente e Saneamento (com 16,6%), da Modernização e Reorganização dos Serviços (com 13,2%), e do Urbanismo e Habitação (com 12,7%). Em volume de investimento planeado para o próximo ano, seguem-se as áreas das Acessibilidades e Infraestruturas Viárias (com 7,4%), a Proteção Civil (com 3,8%) e o relacionamento com as Juntas de Freguesia (com 3,8%).

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: