fbpx

Os debates

Em Opinião

Os debates miolo da campanha eleitoral para escolhermos o próximo Presidente da República, têm sido mais bate, bate, bate, em detrimento da motivação ideológica (a inefável Marisa já se disse social-democrata) e propostas de magistério para o futuro. Da indigente mediocridade escapa Marcelo Rebelo de Sousa e o candidato da Iniciativa Liberal os quais, cada qual a seu modo procuraram passar por cima do insulto, da demagogia, do chorrilho de asneiras Ventura/Ana Gomes e das ortodoxias comunista e bloquista.

O candidato do Chega, propositadamente passou a ser o saco de boxe, um saco provido de unhas e dentes transformando-se na principal figura da torpeza levando os seus adeptos ao delírio irracional, conseguindo monopolizar as conversas e, por isso mesmo, arrebanhar todos quantos adoram a gritaria, a frase repenicada, a linguagem carroceira e provocatória. Conseguiu o objectivo, obteve réplicas a desvalorizarem os autores e autoras, Ana Gomes deixou cair a máscara, Oliveira escorregou na casca de banana, enquanto Marisa se estatelou ao comprido. Não sendo novidade, Marcelo evidenciou rigoroso exercício matemático do seu anterior mandato, deu novidades no tocante à abrupta e desastrada actuação do responsável pela PSP, Magina de seu nome que merecia demissão imediata, porém o ministro tíbio ficou-se nas encolhas no intuito submergir ao modo dos crocodilos. Só os olhos à tona da água lamacenta.

Os debates têm o condão de aborrecer gregos, troianos e espartanos. Nada mais.

Não refiro o Senhor Vitorino por razão de sanidade mental.

Armando Fernandes

PS. Declaração de voto: votarei Marcelo.

Leave a Reply

Recentes de Opinião

Ir para Início
%d bloggers like this: