Covid-19 – 35 idosos do lar ilegal de Samora Correia acolhidos na estrutura de apoio de retaguarda em Fátima

Em Sociedade

Um surto de covid-19 levou as autoridades a encerrar um lar de idosos ilegal em Samora Correia e realojar 35 dos idosos na recém criada estrutura de apoio de retaguarda distrital em Fátima.

No dia 13 de janeiro, foram confirmados 43 idosos e 10 funcionários infetados com Covid 19 no centro de acolhimento de idosos Cantinho Sénior em Samora Correia, no concelho de Benavente. 

As autoridades encaminharam 35 dos utentes, a maioria com mais de 75 anos e debilitada, para a Estrutura de Apoio de Retaguarda do distrito de Santarém, que funciona no Centro Francisco e Jacinta Marto em Fátima. 

A somar ao problema grave da infeção pela covid-19, os utentes sofreram o sobressalto de terem de ser realojados devido à situação ilegal do lar. Apesar das autoridades terem conseguido uma solução digna de alojamento em Fátima, alguns familiares queixaram-se dos incómodos da viagem de 120 km para Fátima, do tempo despendido que não permitiu que tivessem cuidados de higiene e banhos e de apenas terem jantado às 23h00.

No dia seguinte, segundo uma exposição de familiares de utentes, “alguns idosos apresentavam sinais de desidratação, febre, ansiedade e dificuldades respiratórias. Três idosos foram transportados ao Hospital de Leiria onde deram entrada descompensados, desorientados e desidratados”. 

Houve também algumas famílias a queixarem-se de que os responsáveis do Cantinho Sénior não os informaram do surto de Covid 19, nem da sua transferência para Fátima. 

Entretanto, os familiares foram contactados pela Segurança Social, informando que deveriam procurar um lar alternativo para os seus familiares, após o fim da quarentena, dado que não poderiam regressar ao lar de origem por estar em situação ilegal. 

Ora, não existindo na região ofertas alternativas de lares no setor público, e atendendo a que a maioria dos utentes sobrevivem com pensões sociais e parcos rendimentos que não permitem pagar os valores exigidos por lares privados, muitos familiares e utentes estão desesperados com esta situação. Muitos acabam por se conformar com o recurso a lares ilegais. E tanto assim é, que há familiares desesperados a defender a reabertura do Cantinho Sénior, atestando que “tem condições dignas de acolhimento” e que “os idosos são bem tratados pelas cuidadoras” .

Num apelo dirigido à Segurança Social, Proteção Civil Municipal de Benavente e Câmara Municipal de Benavente, familiares de utentes do Cantinho Sénior pedem ajuda para encontrar uma solução que garanta a dignidade no tratamento destes 35 idosos e respetivas famílias.     

2 Comments

Leave a Reply

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: