Tomar tem duas escolas de acolhimento para filhos dos trabalhadores essenciais

Em Educação

No âmbito do decretado pelo Governo no cenário do encerramento de estabelecimentos de ensino, estão definidas duas escolas de acolhimento no concelho de Tomar: a EB23 D. Nuno Álvares Pereira (Agrupamento de Escolas Nuno Santa Maria) e a EB1 Templários (Agrupamento de Escolas dos Templários).

O contacto deve ser feito com a direção dos agrupamentos ou através do diretor/professor titular de turma.

Está ainda a ser avaliada a possibilidade de existir também solução para crianças mais pequenas, no âmbito de creches e amas.

De acordo com o artigo 31.º -B do decreto n.º 3-C/2021 de 22 de janeiro, é identificado em cada agrupamento de escolas um estabelecimento de ensino que promova o acolhimento dos filhos ou outros dependentes a cargo de trabalhador cuja mobilização para o serviço ou prontidão obste a que preste assistência aos mesmos na sequência da suspensão prevista no artigo anterior, e que sejam:

a) Profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários, e das forças armadas;

b) Trabalhadores dos serviços públicos essenciais;

c) Trabalhadores de instituições, equipamentos sociais ou de entidades que desenvolvam respostas de carácter residencial de apoio social e de saúde às pessoas idosas, às pessoas com deficiência, às crianças e jovens em perigo e às vítimas de violência doméstica;

d) Trabalhadores de serviços de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais, bem como de outros serviços essenciais.

Leave a Reply