Associação de Moradores do Centro Histórico de Santarém reelege direção e apresenta caderno de encargos para os candidatos às autárquicas

Em Região

A Associação de Moradores do Centro Histórico de Santarém elegeu os órgãos sociais, na passada quinta-feira, 28 de janeiro, numa Assembleia Geral realizada através da plataforma digital Zoom, contando com a participação de mais de metade dos sócios habilitados como votantes.

Tendo em conta que os estatutos da associação estabelecem em dois anos a duração dos mandatos dos Corpos Sociais, a Assembleia Geral da passada semana tinha como ponto principal da ordem de trabalhos a eleição dos Corpos Sociais para o próximo biénio – 2021-2022.
Após um período inicial para aprovação do relatório e contas referente a 2020, os Associados, por unanimidade, reconduziram num segundo mandato os Corpos Sociais, exatamente com a mesma composição do biénio 2019-2020, mantendo-se assim João Motta Freire como Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Francisco Pombas como Presidente da Direção e João Diogo Fonseca como Presidente do Conselho Fiscal.
Após a eleição, a Direção apresentou a todos os Associados o programa para o mandato 2021-2022, onde se destacam as seguintes ações:
• Reforçar junto da atual vereação a necessidade de criação de zonas de estacionamento exclusivo para residentes no período não tarifado.
• Ação de divulgação da Associação com vista à duplicação do número de sócios.
• Manter reuniões regulares com a Câmara Municipal de Santarém, a Polícia de Segurança Pública e a Associação Comercial, Empresarial e Serviços.
• Organizar um passeio temático semestral pelo Centro Histórico de Santarém (caso a situação pandémica o permita), dirigido aos Associados, mas aberto a toda a população.
• Organizar um jantar temático anual, dirigido a todos os Associados e seus convidados.
Foi dado especial relevo à elaboração do “Caderno de Encargos para o Centro Histórico (2021 –2025)a apresentar a todas as forças políticas concorrentes às Eleições Autárquicas de Set./Out.2021. Trata-se de um dossier com 25 propostas muito concretas, possíveis de serem implementadas nos próximos 4 anos e que a AMCHS considera serem determinantes para a requalificação e desenvolvimento do Centro Histórico de Santarém.

Ao dar a conhecer este “Caderno de Encargos para o Centro Histórico” a todas as forças políticas, num esforço inequívoco para que sejam integradas nos programas eleitorais das várias candidaturas autárquicas, a Associação pretende que o futuro executivo camarário esteja empenhado em concretizar estas propostas.

1 Comment

  1. […] Reeleito presidente da Associação de Moradores do Centro Histórico de Santarém, Francisco Pombas fala nesta entrevista ao Mais Ribatejo dos principais problemas do centro histórico de Santarém e das propostas que vai apresentar às forças políticas para que possam entrar nos programas dos candidatos às próximas eleições autárquicas a realizar em setembro ou outubro deste ano. […]

Leave a Reply