Surto no Centro de Bem-Estar Social de Alcanena provocou 10 mortes

Em Saúde

O surto da covid-19 no Centro de Bem-Estar Social de Alcanena já provocou 10 mortos, mas o número de infetados com o novo coronavírus baixou para 48, cinco dos quais estão internados, disse hoje fonte autárquica.

A presidente da Câmara Municipal de Alcanena (Santarém), Fernanda Asseiceira (PS), disse hoje à Lusa que desde que se iniciou o surto na instituição, em 11 de janeiro, morreram 11 utentes, um dos quais foi internado no Centro Hospitalar do Médio Tejo, mas teve sempre resultados negativos no teste ao SARS-CoV-2.

Há 48 casos ativos na instituição

Os testes realizados na última terça-feira a todos os utentes e funcionários revelaram que 14 idosos já recuperaram, sendo agora 48 os casos ativos. Oito funcionários também já tiveram resultado negativo.

A autarca lamentou o elevado número de mortos ocorridos, tanto neste lar como no Centro de Bem-Estar Social de Minde, onde o surto registado em novembro passado provocou a morte a 20 utentes.

Fernanda Asseiceira disse acreditar que a situação está em fase de resolução, prevendo que a vacinação possa decorrer no Centro de Bem-Estar Social de Alcanena ainda durante o mês de fevereiro.

Segundo a autarca, o número de casos no concelho (193 sem contar com os utentes do lar, mas que inclui 17 funcionárias e nove familiares destas) deverá ser “ajustado para baixo” na próxima semana, uma vez que há muitos munícipes a terminar o isolamento.

Ainda não há data para início da vacinação a maiores de 80 e de 50 anos com doenças de risco

A presidente da Câmara de Alcanena afirmou não ter sido ainda contactada no âmbito da preparação da nova fase de vacinação da população – pessoas com mais de 50 anos e com doenças consideradas de risco e com 80 ou mais anos -, estando disponível para ceder o Pavilhão Multiusos e transporte para os munícipes que não tenham forma de se deslocar pelos seus meios.

Autarquia fornece refeições a alunos carenciados

Por outro lado, o município tem vindo a fornecer refeições aos alunos dos escalões A e B da Ação Social Escolar e ainda para outras situações detetadas como necessitando desse apoio, estando a entregar 170 refeições diariamente.

Além do refeitório da escola secundária, onde são confecionadas as refeições, o município tem feito entregas em casa, nas situações em que as famílias estão em confinamento e não possuem apoio de retaguarda.

Entregues 117 computadores a alunos carenciados

A exemplo do que aconteceu em 2020, a Câmara de Alcanena está, juntamente com o Agrupamento de Escolas, a proceder à entrega de 117 computadores, que se juntam aos 65 existentes no Agrupamento, para alunos do 1.º ciclo ao secundário, na expectativa de que o Ministério da Educação entregue os equipamentos anunciados.

“Para já está assegurado”, disse, sublinhando o papel que os municípios têm desempenhado nesta pandemia.

“Se não fossem os municípios nem sabemos como estaria o país”, declarou.

Tal como no anterior confinamento, também desta vez as juntas de freguesia vão funcionar como ponto de apoio na entrega das fichas e trabalhos para os alunos, acrescentou.

Leave a Reply