Câmara de Salvaterra de Magos reforça orçamento para combater a covid e apoiar as famílias e a economia local

Em Região

A Assembleia Municipal de Salvaterra de Magos aprovou, sem votos contra, a proposta de revisão orçamental apresentada pela maioria socialista na Câmara Municipal, que possibilitou a inclusão do saldo de gerência do exercício orçamental de 2020, cujo valor rondou os 3 milhões de euros.

400 mil euros para combate à covid

Na intervenção de apresentação do documento aos deputados municipais, o presidente da Câmara, Hélder Esménio sublinhou que “vai ser reforçado em cerca de 400 mil euros o investimento no combate à propagação da Covid-19, com aquisição de equipamentos, reforço das verbas para os Bombeiros Voluntários e para as IPSS que integram a Rede Social Municipal de apoio aos idosos e às famílias atingidas pela pandemia”. Nesta luta, acrescentou: “não serão esquecidos os animais de companhia, em crescente número de abandono, prevendo-se um maior apoio às associações que, em parceria com a autarquia, cuidam deles”.

Reforço de 500 mil euros para educação e cultura

A revisão orçamental reforça em 500 mil euros o Orçamento inicial (já de 2,6 milhões de euros) para a educação, a cultura e o desporto. Adquirir uma centena de computadores para os Agrupamentos de Escolas em complemento dos que estão (e serão) distribuídos pelo Ministério da Educação, dar início à construção do Núcleo Escolar da Glória do Ribatejo, remover o fibrocimento e colocar uma nova cobertura na Escola EB 2,3 de Marinhais, concluir a requalificação da antiga Escola “O Século” em Salvaterra de Magos, apoiar o movimento associativo, reabilitar o Ginásio de Trampolins, os balneários do Campo dos Carvalhos do Sport Clube Desportos da Glória do Ribatejo e as instalações da Academia de Música da sede do concelho são algumas das prioridades.

Mês da Enguia e Jornadas da Cultura são apostas para manter

“A economia local não foi esquecida, daí que a Câmara Municipal, logo que a evolução pandémica o permita, vai reforçar a divulgação e promoção do território, mantendo projetos como o “Mês da Enguia”, as “Jornadas de Cultura e a Falcoaria Real” e o “Natal e o Comércio Local”, vitais para ajudar na dinamização de setores de atividade económica como a restauração, o comércio tradicional, os operadores turísticos e os agentes culturais sediados no concelho”, continuou Hélder Esménio. 

Investimento na melhoria da rede viária

O presidente da Câmara Municipal realçou por fim que: “Fundamental para a preservação de postos de trabalho, em particular, em empresas de fornecimento de materiais, prestação de serviços, empreitadas e construção civil tem sido o atendimento presencial que o Município mantém agilizando as tramitações processuais e também a dinâmica de investimento público. A autarquia tem em curso obras e concursos na melhoria da rede viária que ascendem a 600 mil euros e esta revisão orçamental permite reforçar em 900 mil euros esta rubrica orçamental, que ao longo dos últimos 7 anos soma já investimentos na ordem dos 4,5 milhões de euros, sendo por isso previsível que no final deste ano se adicione 16 quilómetros aos 54 quilómetros de estradas já pavimentadas ou repavimentadas”.

Vai avançar a construção de passeios em Marinhais

O executivo municipal viu aprovada a sua intenção de lançar de imediato o concurso público para a construção de passeios e estacionamentos ao longo da EN 367 em Marinhais, no troço onde são inexistentes, entre a Rua Narciso Santos e a Rua da Cerâmica, obra estimada em 750 mil euros. 

Relevante foi também a afetação de verbas para a elaboração da Estratégia Integrada de Desenvolvimento Sustentável do Município, que será “um instrumento determinante na ponderação e tomada de decisão, por quem forem os eleitos em Outubro para o exercício destas funções, ajudando na priorização dos investimentos municipais numa altura em que se prepara o arranque de um novo Quadro de Apoio Comunitário”, concluiu o edil.

Leave a Reply