Deputada do Bloco de Esquerda questiona ministra da Agricultura sobre poluição de pecuária em Abrantes

Em Sociedade

A deputada Fabíola Cardoso, do Bloco de Esquerda, pediu o fim da impunidade para os poluidores, na audição da ministra da Agricultura que decorreu ontem na Assembleia da República.

Nova descarga poluente na Quinta da Craveira, lugar do Marco, em Abrantes

A intervenção da deputada do Bloco de Esquerda centrou-se nas descargas poluentes efetuadas por uma suinicultura industrial situada na Quinta da Craveira, lugar do Marco, em Abrantes, que têm contaminado solos, vegetação, águas superficiais e subterrâneas, afetando a qualidade de vida dos habitantes daquela localidade.

A situação arrasta-se há mais de uma década sem que as entidades competentes ponham cobro à poluição. Há dois dias, a 9 de fevereiro, ocorreu uma nova descarga poluente, prontamente denunciada à Agência Portuguesa do Ambiente, à GNR e à Câmara Municipal de Abrantes.

O vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Abrantes, Armindo Silveira tem exigido o reforço das ações inspetivas e o apuramento de responsabilidades, propondo a criação de serviços públicos de tratamento e valorização de resíduos agropecuários na região.
Dirigindo-se à ministra da Agricultura, que conhece bem a situação dado as suas anteriores responsabilidades enquanto autarca do município, a deputada Fabíola Cardoso questionou o Governo sobre medidas concretas, meios e recursos disponíveis para resolver a situação e exigiu ações para a descontaminação de solos e massas de água.

“Sr.ª Ministra da Agricultura, a minha questão é sobre a poluição causada por suiniculturas no distrito de Santarém, perante a inoperância das entidades competentes”, disse a deputada, enumerando “muitas situações para as quais o Bloco de Esquerda tem repetidamente chamado a atenção. As descargas sucedem-se no Rio Nabão, mas também no Alviela ou no Rio Maior, os danos ambientais acumulam-se e a vida torna-se muito difícil em localidades como Póvoa da Isenta ou Pernes”.

Nova descarga poluente na Quinta da Craveira, lugar do Marco, em Abrantes

“A minha pergunta será sobre uma situação no concelho de Abrantes que é do conhecimento da Sra Ministra, uma vez que ocupou o pelouro do Ambiente e foi Presidente da Câmara, até fevereiro de 2019”, afirma Fabíola Cardoso.

A deputada do BE reclama “o fim da impunidade de quem polui o que é dos nossos netos, a criação de serviços públicos de tratamento e valorização de resíduos agropecuários e o reforço da ação inspetiva no local, são exigências das populações e do Bloco”.

As intervenções da deputada Fabíola Cardoso e da ministra da Agricultura podem ser consultadas através das seguintes ligações:

Leave a Reply