Grupo de enfermeiros pede instauração de processo disciplinar a bastonária

Em Nacional

Um grupo de enfermeiros quer a instauração de um processo disciplinar à bastonária Ana Rita Cavaco, com vista à sua expulsão, justificando que alguns dos seus comentários no Facebook violam deveres deontológicos e danificaram a imagem e reputação Ordem.

A participação disciplinar, a que agência Lusa teve hoje acesso e que é subscrita por 19 enfermeiros, foi enviada ao Conselho Jurisdicional da Ordem dos Enfermeiros (OE) e prende-se com recentes comentários de Ana Rita Cavaco na sua página de Facebook sobre a vacinação contra a covid-19 por pessoas que não constavam do grupo de prioritários, entre os quais a  presidente da Segurança Social de Faro, mulher de um secretário de Estado da Administração Local, que entretanto desmentiu ter sido vacinada.

Ouvi dizer que a Presidente da SS de faro, ilustre esposa de um Secretário de Estado, eu para nomes sou horrível, mas acho que a ilustre é Margarida Flores e o ‘partner’ é o SE da administração local, acho que se chama assim. Pegou nelas, dizem, na família e nuns amigos socialistas e toca a fazer da fura filas e chicos espertos a tomar a vacina. Se assim for, a quantidade de trastes por metro quadrado no país que é pequenino, está insuportável! Oh criaturas horrorosas, fina flor do entulho! Que gente é esta meu Deus. Atenção, dizem…“, escreveu Ana Rita Cavaco na sua página do Facebook, a 31 de janeiro.

O Daniel Oliveira e outros que como ele não passam de um esterco que fala de mim para ter palco e nunca ganhou eleições na vida […]  E não existem sobras de vacina, seu esterco. Defensor de fura filas. Aprende a não falares do que não sabes, não é a tua área. A tua área é mais vigarices com graus académicos. Eu sou mestre, tu não, cumprimentos ao teu Pai“, é outro exemplo transcrito na participação, datada de 06 de fevereiro.

Consideram os signatários, que “o vernáculo que a Senhora Enfermeira Ana Rita Cavaco usa nas suas publicações no Facebook, em página que a identifica como Bastonária da OE, é indigna de um dirigente máximo de uma associação pública profissional, degradando gravemente a sua reputação e perceção públicas”.

Na participação são elencados uma série de comentários colocados por Ana Rita cavaco no Facebook desde 11 de dezembro de 2020.

Os signatários da participação consideram que ao publicar estes comentários na sua rede social, “na qual se identifica como Bastonária da Ordem dos Enfermeiros”, Ana Rita Cavaco violou deveres deontológicos, “atenta grave e grosseiramente contra o prestígio” da OE, e transmite “a imagem pública de que a OE insulta quem quer, como quer e porque quer…“.

Consideram também que a bastonária violou com dolo o respeito pela dignidade humana, não contribuiu para a dignificação da profissão e da Ordem, violou o Estatuto da OE e a defesa dos valores humanos e os princípios gerais e valores universais da profissão.

A violação de tais deveres deontológicos é de tal forma grave e danosa da imagem e reputação públicas da Ordem e da profissão de Enfermeiro, que, no entendimento dos signatários justifica a aplicação da pena disciplinar máxima, isto é, a expulsão“, lê-se na queixa.

A notícia sobre a pretensão do grupo de enfermeiros foi avançada pelo Público online.

Leave a Reply