Programa CMU Portugal vai apoiar alguns dos melhores alunos de TIC de Universidades Portuguesas -Concurso “Programas de Doutoramento Afiliados” irá atribuir até 12 bolsas

Em Educação

Encontram-se abertas até final de Março, as candidaturas para atribuir até doze bolsas de doutoramento no âmbito do Programa Carnegie Mellon Portugal (CMU Portugal) financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. O concurso está aberto a alunos de doutoramento de Universidades portuguesas na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) numa das seguintes áreas de atuação do Programa CMU Portugal: Informática, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, Engenharia e Políticas Públicas, Interação Pessoa-Máquina, Tecnologias de Língua Falada, Robótica e Engenharia de Software.

A iniciativa de Programas de Doutoramento Afiliados lançada pela primeira vez a 15 de Fevereiro de 2021, visa fortalecer a ligação entre o sistema de ensino superior nacional e o tecido empresarial Português em colaboração com a Carnegie Mellon University (CMU).  Este primeiro concurso prevê a atribuição de até 12 bolsas de doutoramento integrais com uma duração máxima de 4 anos, incluindo um período de investigação na CMU até 12 meses para que os alunos possam desenvolver os seus projetos de investigação na Universidade Americana. Inês Lynce, que assumiu recentemente a codireção do Programa juntamente com Nuno Nunes, afirma “estou entusiasmada por assumir a liderança do Programa no ano em que arrancamos com esta nova iniciativa. O Programa tem vindo a dar cartas na área da Educação graduada e esta iniciativa vai alargar o seu espectro de atuação recrutando alguns dos melhores alunos de Universidades portuguesas na área das TIC, que terão a possibilidade de beneficiarem de um período de imersão na CMU mas também na ligação a empresas tecnológicas portuguesas.”

Além do período de investigação na CMU, os candidatos selecionados poderão também beneficiar de um período de investigação numa empresa da área em Portugal para desenvolver parcialmente o seu projeto. “Esta iniciativa irá fomentar a integração de estudantes de doutoramento no meio empresarial, promovendo a componente de investigação e desenvolvimento em empresas líderes do sector” afirma Nuno Nunes codiretor da parceria internacional. Acrescenta ainda que “Nos últimos anos temos vindo a verificar que existe um conjunto grande de empresas a apostar cada vez mais na integração de doutorados nos seus quadros e nos seus próprios projetos de investigação, como acontece por exemplo no caso dos 15 afiliados industriais do Programa CMU Portugal. Este é um aspeto importante e uma aposta contínua do programa, promover a interligação entre o sector da Educação e o empresarial”. 

Os prazos para a submissão das candidaturas para o ano académico 2021/2022 é dia 31 de Março.

Para informações adicionais sobre os processos de candidatura podem visitar a página de admissões e bolsas.

O programa CMU Portugal conta já com 15 anos de experiência na atribuição de bolsas de doutoramento de grau dual e desde a sua criação já entraram nestes Programas 125 estudantes, sendo que 78 já obtiveram o grau dual. Entre os antigos alunos encontram-se inúmeros casos de sucesso em posições de liderança em empresas nacionais como a DefinedCrowd, Feedzai, Priberam, Unbabel, Synopsys ou NOS. Nos Estados Unidos o programa tem alunos na Samsung, Google, Duolingo e JP Morgan mas também em Universidades como a Carnegie Mellon, Universidade da Califórnia, de Chicago, e Princeton. Na Europa existem alunos em posições na Universidade de Utrecht, de Eindhoven, mas também em empresas de topo como a Google ou Amazon.

Leave a Reply