Plano Estratégico para o Sistema de Saneamento de Alcanena em fase de consulta pública e recolha de contributos

Em Região

A AQUANENA deu a conhecer aos membros do Observatório Ambiental de Alcanena a proposta do Plano Estratégico para a Evolução do Sistema de Saneamento de Alcanena, durante uma reunião realizada no dia 25 de fevereiro de 2021, através de videoconferência em formato de webinar.

Na reunião promovida pelo Município de Alcanena foram apresentados alguns dos principais investimentos previstos para o sistema de Alcanena, nomeadamente, para a ETAR de Alcanena, para a rede de drenagem (coletores) numa perspetiva integrada para a identificação de uma solução sustentada para o concelho de Alcanena.

O Plano Estratégico tem estado a ser elaborado pela HIDRA – Hidráulica e Ambiente, Lda., com os contributos da equipa técnica da AQUANENA e do Município de Alcanena.

Nesta fase, a AQUANENA e o Município deram a conhecer o documento e aguardam receber os contributos dos vários parceiros que integram o sistema de Alcanena e de toda a comunidade, através de um período de consulta e recolha de contributos que decorre até dia 12 de março.

A proposta de Plano está disponível para consulta nos meios digitais da AQUANENA (www.aquanena.pt)  e do Município de Alcanena (www.cm-alcanena.pt) e os contributos podem ser enviados para os e-mails geral@aquanena.pt e geral@cm-alcanena.pt.

Leia AQUI o documento.

O Plano Estratégico prevê um investimento na ordem dos 10,3 milhões de euros e é um documento orientador para um período de 10 anos, com intervenções faseadas entre 2021 a 2030. Engloba a realização de um vasto conjunto de obras em todo o sistema, desde a origem dos efluentes nas unidades industriais, passando por intervenções de robustecimento e resiliência do sistema de drenagem doméstico e industrial (coletores e outros equipamentos associados), culminando na ETAR, onde se concentra a maior parte das intervenções a realizar nesta fase.

O objetivo é apresentar uma versão final do Plano Estratégico, na semana de 15 a 19 de março, seguindo-se o desafio de encontrar financiamentos para as várias fases de investimento, seja através de candidaturas ao atual quadro comunitário de apoio 2014-2020, seja por via de integrar desde já propostas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), ou em futuros quadros comunitários e também o recurso, no limite, a empréstimo para a execução de algumas obras consideradas mais prioritárias.

A proposta será ainda apreciada em reunião de Câmara e Assembleia Municipal, no grupo de trabalho criado pela APA e no Conselho Consultivo da AQUANENA.

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: