Objetivo: Neutralidade Carbónica de Azambuja para 2050 – primeiros resultados

Em Região

O Município de Azambuja prossegue o seu trabalho com vista à elaboração do “Roteiro para a Neutralidade Carbónica de Azambuja para 2050”. Este projeto está a ser desenvolvido em parceria com a empresa Get2C e apresenta, agora, os resultados da primeira etapa.

Estando o planeta sob ameaça de efeitos severos das alterações climáticas urge um novo paradigma para as cidades e áreas metropolitanas. Prevêem-se mudanças profundas nos estilos de vida e nas sociedades nas próximas três décadas. A situação pandémica que vivemos presentemente também indicia o quão necessário pode ser tal mudança.

Azambuja entendeu que tinha um papel a desempenhar nesta transformação e pretende ser um dos primeiros municípios a ter um Roteiro para a Neutralidade Carbónica que identifique ações e projetos concretos a desenvolver ao nível da energia, transportes, resíduos e agricultura, floresta e outros usos do solo e que torne o município mais sustentável e competitivo. A identificação da origem das suas emissões e sua quantificação foi o primeiro passo para que o município compreenda o seu potencial de atuação.

Na infografia apresenta-se um resumo dos principais resultados alcançados neste estudo.

Estimam-se as emissões de CO2e do Município de Azambuja sem contabilização das emissões do Uso do Solo, Alteração do Uso do Solo e Florestas (LULUCF), em 612 kt CO2e e com a sua inclusão, em 535 kt CO2e. O referido subsetor (LULUCF) foi então um sequestrador líquido de GEE (Gases com Efeito de Estufa), num valor estimado em 78 kt CO2e.

No presente estudo, também se efetuou uma avaliação do esforço necessário na transição para uma descarbonização à luz de dois cenários no período 2015-2050: o cenário “Business-as-Usual” (BaU), um cenário conservador em que se considera que são implementadas apenas as medidas já previstas, não considerando medidas adicionais e, por outro lado, o cenário “Camisola Amarela” – ou cenário de Neutralidade Carbónica – que equivale a uma adaptação do cenário “Camisola Amarela” do roteiro nacional RNC2050 à realidade municipal.

No cenário “BaU”, verificou-se que o desvio para a neutralidade carbónica é de 373 kt CO2e; enquanto no cenário “Camisola Amarela” consegue-se chegar a um resultado de -53 kt CO2e. Tal resultado, neste cenário, significa que Azambuja pode ser menos agressiva nas medidas a implementar.

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: