Secretária-geral da CGTP-In participa em ação de denúncia junto ao CRIT de Torres Novas

Em Sociedade

A Secretária-Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha vai participar na ação de denúncia organizada pelo CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços, junto à sede do CRIT – Centro de Reabilitação e Integração Torrejano, em Torres Novas.

Segundo CERSP, a ação de denúncia tem por objetivo esclarecer e denunciar as irregularidades e anomalias graves de retirada de direitos e discriminação de trabalhadores na realização do referendo para implementação do Banco de Horas Grupal no CRIT.

O CESP refere ter alertado a instituição para a gravidade das situações, logo no momento e posteriormente, mas a Instituição não acolheu nem mostrou bom senso na sua resolução.

“A um conjunto de trabalhadoras foi retirado o direito à liberdade de voto, assim como a utilização do voto por representação, violando os princípios de um referendo, onde o voto é secreto e direto”, afirma o CESP.

Para o CESP, “esta situação representa um violento ataque aos direitos e discriminação das mulheres, das mães trabalhadoras e dos trabalhadores em geral que não podemos tolerar , normalizar ou banalizar”.

“O CRIT sendo uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) deveria ter outro tipo de comportamento para com os seus trabalhadores reconhecendo o seu valor enquanto profissionais”, decuncia o CESP.

“A própria tentativa de implementar um Banco de Horas Grupal, demonstra que o que importa, para a Instituição,  são os resultados financeiros e pouca preocupação com a boa relação entre o trabalho e a família assim como o descanso dos trabalhadores ao seu serviço”, salienta o CESP.

“A implementação do Banco de Horas Grupal para os trabalhadores do CRIT vai resultar em mais carga de trabalho, horários desregulados, menos tempo de descanso, menos tempo para a família e no final também menos rendimentos”, adianta o comunicado.

Esta iniciativa insere-se na Semana da Igualdade promovida pela CIMH/CGTP-IN, que assinala o Dia Internacional da Mulher Trabalhadora – 8 de março – e que tem como lema: Defender a Saúde – Dignificar o Trabalho – Avançar na Igualdade.

1 Comment

  1. […] Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços (CEST) anuncia uma ação com a presença da secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha, na segunda-feira à tarde em frente às instalações do CRIT, em Torres Novas (Santarém), para denunciar o “ataque aos direitos” e a “discriminação” que dizem ter existido no processo de referendo para a implementação do banco de horas grupal naquela instituição. […]

Leave a Reply