O dia em que as crianças da Guiné-Bissau sorriram com o Vitória de Santarém ao peito

Em Desporto

O último sábado ficará perpetuado como uma das datas mais memoráveis do historial do Vitória Clube de Santarém: 20 de Março de 2021 foi o dia em que, pela primeira vez, o emblema azul e branco foi orgulhosamente carregado ao peito por um grupo de crianças da Guiné-Bissau.

No aniversário da Academia Desportiva Infanto-Juvenil da Guiné-Bissau, associação com a qual os vitorianos estabeleceram parceria em 2019, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento do futsal nesta nação africana.

Este momento muito especial teve lugar num jogo comemorativo organizado no âmbito de mais um aniversário da Academia Desportiva Infanto-Juvenil da Guiné-Bissau, associação com a qual os vitorianos estabeleceram parceria em 2019, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento do futsal nesta nação africana e de proporcionar melhores condições para o crescimento desportivo e pessoal das crianças locais, que, neste dia, se estrearam a entrar em campo envergando os equipamentos oficiais azuis e brancos do Vitória Clube de Santarém, enviados há algumas semanas para solo guineense.

Parceria do Vitória de Santarém com a Academia Desportiva Infanto-Juvenil da Guiné-Bissau pretende contribuir para o desenvolvimento do futsal e proporcionar melhores condições para o crescimento desportivo e pessoal das crianças locais.

Em nota oficial deixada nas suas redes sociais, o clube vitoriano expressa “a emoção indescritível de chegar ao coração e colorir de azul e branco os sonhos das crianças guineenses”, estando, de resto, já planeados diversos intercâmbios, entretanto adiados devido à pandemia da COVID-19, bem como um projeto a implementar na área da educação.

Em nota oficial deixada nas suas redes sociais, o clube vitoriano expressa “a emoção indescritível de chegar ao coração e colorir de azul e branco os sonhos das crianças guineenses

Um esforço desenvolvido numa época atípica, plena de duras adversidades e dificuldades financeiras, mas que, segundo os responsáveis do clube, “sai recompensado pelos inestimáveis sorrisos destas crianças”.  O ainda jovem (mas já com extensa e assinalável folha de serviços) emblema escalabitano assume que a missão social será sempre uma das vertentes mais importantes da sua atividade, sendo que, além da Guiné-Bissau, o azul à Vitória chegou também já à Costa do Marfim, fruto da parceria com o Group Scolaire Michel Vako, colégio de Abidjan cujas crianças contam igualmente com material desportivo doado vitoriano.

E, assim, se vai expandindo o sonho vitoriano: das suas raízes no pequeno bairro do Alto do Bexiga, em Santarém, para… o Mundo.

Jovens da Academia estrearam os equipamentos oficiais azuis e brancos do Vitória Clube de Santarém, enviados há algumas semanas para solo guineense.

Leave a Reply