Atores somos todos nós!

Em Opinião

O Dia Internacional do Teatro é “rapaz do meu tempo”. Nascido uns meses antes, em 27 de março, atinge mais cedo que eu a sua sexagésima volta ao sol.

Ainda hoje, por esse mundo fora, o teatro é arte reprimida e desvalorizada. Dela emana criação irreverente, inconformismo, envolvimento e exposição humana. Criação irreverente e duradoura que terá, dirão, por cá, em Gil Vicente figura pioneira e primordial. Duradoura, perguntarão?

— Sim, continuam os fidalgos sentados em cadeiras de costas altas, onzeiros sem escrúpulos que sugam bolsos parcos, parvos (…) quais figuras, sempre presentes, do Auto da Barca do Inferno! “Mas, não há mal que sempre dure…”

Não me entranho mais num conhecimento que não possuo. Só assinalo e partilho duas referências:

Augusto Boal foi, até hoje, a única pessoa de língua portuguesa a ser escolhida pelo Instituto Internacional do Teatro a fazer a mensagem do Dia Mundial do Teatro. Da sua mensagem recorto:

Vendo o mundo além das aparências, vemos opressores e oprimidos em todas as sociedades, etnias, gêneros, classes e castas, vemos o mundo injusto e cruel. Temos a obrigação de inventar outro mundo porque sabemos que outro mundo é possível. Mas cabe a nós construí-lo com nossas mãos entrando em cena, no palco e na vida.

Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!

— A referência anterior convoca a seguinte; ela traz consigo a saudosa ação do rapaz Mário Viegas e a minha confiança em quem lhe segue a coragem e não desiste. Algumas pessoas e grupos, nos próximos dias, juntarão energias positivas partilhadas em eventos que serão transmitidos nos canais de cada grupo, do FITIJ e da Sociedade Recreativa Operária.

Saravá Aqui Há Gato Companhia de Teatro, ARAT – Aresta Rebelde Associação de Teatro, Cena Aberta, Centro Dramático Bernardo Santareno, Citar – Centro de Interpretação Teatral e Animação da Romeira, Curso Profissional Artes do Espetáculo / Escola Sec. Ginestal Machado, FITIJ Santarém / Festival Internacional de Teatro e Artes Infância e Juventude, Grupo Cénico SRO Santarém, Grupo Teatro da UTIS Santarém, Human’Art – Artes de Circo, Teatrinho de Santarém, Teatro Fantasia APPACDM, Veto Teatro-Oficina (…) e todas as pessoas que individualmente dão o seu contributo.

Vítor Franco

Leave a Reply

Recentes de Opinião

Ir para Início
%d bloggers like this: