Candidato do PS lamenta que a Câmara de Santarém fique “muito aquém das expetativas no apoio ao comércio local”

Em Região

O candidato do Partido Socialista à Câmara de Santarém saúda a campanha de apoio ao comércio local de Santarém, lançada esta segunda-feira pela Câmara Municipal, mas lamenta que os apoios fiquem muito aquém das expetativas, ficando a autarquia scalabitana muito abaixo dos apoios de outras autarquias.

Candidato do PS defende que papel da CMS seria incentivar à manutenção e abertura de mais lojas de comércio local, durante todo o ano

Em comunicado, o candidato do PS Manuel Afonso “manifesta a sua solidariedade para com o comércio tradicional no concelho de Santarém, em particular com os pequenos comerciantes da sede do concelho“.

O candidato refere que começa hoje, dia 5 de Abril, a campanha da Câmara Municipal para apoiar o comércio do Centro Histórico. A Câmara de Santarém vai dar 20.000 euros para apoiar o comércio. A campanha funciona com os clientes a passarem pelo posto de turismo, identificam-se e levantam um voucher de 10 € que utilizarão posteriormente numa compra e que o comerciante irá receber esses 10 € junto da ACES, a qual, por sua vez, irá receber esses 10 € junto da Câmara.

Candidatura socialista afirma que existem hoje quase tantas lojas de comércio local a funcionar como as lojas que se encontram fechadas, para venda ou aluguer.

Temos visto inúmeras campanhas de apoio ao pequeno comércio, em todos os Municípios do país. E não podemos ficar em silêncio quando comparamos o apoio decidido pela Câmara de Santarém aos apoios das outras Câmaras Municipais“, afirma manuel Afonso.

No comunicado, a candidatura “saúda a medida apresentada e já conhecida, mas há que reconhecer que peca por ser tardia, mais de um ano após o início da Pandemia, e fica muito aquém das expectativas de quem precisava de apoio imediato e direto“.

Para Manuel Afonso, este apoio fica “muito aquém das expectativas em comparação com as iniciativas de outros municípios, em resultado, e suportadas, pelas verbas não despendidas em festas e romarias”.

Hoje existem quase tantas lojas de comércio local a funcionar como as lojas que se encontram fechadas, para venda ou aluguer. E o papel da CMS seria incentivar à manutenção e abertura de mais lojas de comércio local, durante todo o ano, para além dos apoios pontuais necessários“, afirma o candidato.

Candidato Manuel Afonso compara apoios dos municípios de Santarém e de Loulé, para mostrar como a autarquia scalabitana está aquém dos apoios de outros municípios

O comunicado da candidatura de Manuel Afonso compara, a título de exemplo, Santarém com Loulé, “para todos percebermos a forma como as pessoas são tratadas pela Câmara Municipal de Santarém, em comparação com outros concelhos. E junta o endereço eletrónico das medidas tomadas por ambos os Municípios, “para que todos possam comparar e não apareça alguém insinuando que não falaríamos verdade“. Deixa, assim,à leitura de cada um “por que razão é fundamental que a candidatura da Comunidade Escalabitana vença as próximas eleições autárquicas no concelho de Santarém“.

————SantarémLoulé
Número de HabitantesCerca de 63.000 pessoasCerca de 71.000 habitantes
Orçamento da Câmara MunicipalCerca de 65 milhões de eurosCerca de 108 milhões de euros
Valor do Apoio ao Comércio em face da pandemia20.000 euros (vinte mil euros)1.000.000 euros (um milhão de euros)
Endereço para comprovação da veracidade destes dadoshttps://www.cm-santarem.pt/apoio-ao-municipe/noticias/item/4337-santarem-local-onde-comprar-e-especial-tem-inicio-no-dia-5-de-abrilhttp://www.cm-loule.pt/pt/noticias/20179/%E2%80%9Ctoma-la-da-ca%E2%80%9D-camara-de-loule-investe-mais-de-1-milhao-de-euros-para-estimular-consumo-e-apoiar-comercio-local.aspx

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: