Nem um Museu Santarém merece?!

Em Opinião

Há anos que Santarém não tem um único museu municipal em funcionamento. Nem há vislumbre disso! Valha-nos que temos o Museu Diocesano…

Ouça a crónica áudio de Francisco Mendes no Soundcloud do Mais Ribatejo

Pretendia a nossa Câmara Municipal e em particular o seu presidente em finais de 2016 que Santarém viesse a ter um museu de âmbito internacional, que se designaria por Museu de Abril e dos Valores Universais (MAVU), que ficaria na ex-Escola Prática de Cavalaria e que seria inaugurado em abril de 2024, aquando dos 50 anos da Revolução de Abril.

Por isso, foi constituída em fevereiro de 2017 uma Comissão Executiva formada por gente da sociedade scalabitana bem habilitada para o trabalho e também por técnicos da Câmara que, apesar de nunca ter tido concretas indicações e respostas sobre o que se pretendia exatamente, acabou por mesmo assim apresentar em dezembro de 2018 o muito completo Programa Funcional para o Museu que implicava um Plano Global para toda a área da ex-Escola Prática de Cavalaria. Dado que nada mais lhes foi dito sobre o trabalho apresentado e sobre a evolução prevista, e porque o prazo de vigência da referida Comissão terminou em fevereiro de 2019, um mês depois formalizaram ao presidente da Câmara o fim do seu trabalho, não deixando de se  disponibilizar pessoalmente para ajudarem no que fosse tido por útil. Novamente sem reação…

Desde pelo menos fevereiro de 2019 que eu e outros deputados municipais temos questionado a Câmara Municipal sobre o impasse neste assunto. As respostas evasivas foram sempre no sentido de que estavam a ter lugar  reuniões com a Direção Geral do Património Cultural, que não havia ainda certezas sobre a não existência de possíveis entraves, que tínhamos que ir por partes. Foi também sempre referido que se contava com a participação da Ordem dos Arquitetos.  

Toque na imagem para ouvir a crónica áudio

Nas Grandes Opções do Plano para 2020 estava previsto um total de gastos com o MAVU de  860 295 €, dos quais seriam empregues 360 295 € durante o ano de 2020. Nada foi gasto… Já nas Grandes Opções do Plano para 2021 está previsto um total de gastos com o MAVU somente de  235 000 €, dos quais deverão ser empregues 75 000 € ainda em 2021.

Chamo a atenção de que este Museu, nos moldes equacionados pela Comissão Executiva, custará valores da ordem dos 5 milhões de euros.

Em setembro passado, disse o presidente de Câmara que estavam a preparar uma “reformulação do documento referente ao programa de arquitetura ajustado aos espaços físicos atualmente disponíveis”. Em dezembro, em plena Assembleia Municipal foi dito, também pelo presidente, que essa reformulação estava a ser concluída por técnicos da Câmara e por um arquiteto bem conhecido e conceituado em Santarém, que na altura nomeou, obrigando esse arquiteto a desmentir publicamente essa afirmação, pois nada sabia sobre o assunto…

Tivemos a promessa do presidente de ser lançado o concurso para o projeto de execução (ainda estamos nessa fase) até fevereiro passado. Voltou ontem a falar da questão, mas só porque foi questionado em reunião de Câmara, dizendo que levará o assunto para aprovação à sessão de 19 de abril, ou o mais tardar à outra reunião a seguir… Disse ainda que tudo está no bom caminho e que tudo se concretizará como previsto…

Situação neste momento: os edifícios previstos ocupar pelo MAVU estão já ocupados; a entrada pela Porte d’Armas, que seria relevante para a dignidade deste Museu, parece não ser já viável e já não é possível ter pronto a inaugurar o museu em abril de 2024,  pelo menos com as características e dimensão inicialmente previstas. Mas o presidente também já deu o dito por não dito e afirmou que nunca se tinha pensado que o Museu fosse de âmbito internacional.

O que se pode então concluir de tudo isto que não seja a desistência gradual do projeto?! Só se pode pensar que o MAVU, se algum dia vier a ser uma realidade, não passará de um museuzinho local!

Francisco Mendes

Leave a Reply

Recentes de Opinião

As ladradeiras

O termo ladradeira significava e talvez ainda signifique pessoa alarve na linguagem,…

De Medina a Moscovo

Basta estarmos ligeiramente atentos ao mundo que nos rodeia para sabermos o…

Ir para Início
%d bloggers like this: