Presídio Militar – mais um à espera de ruir…

Em Opinião

É verdade que o Presídio Militar de Santarém não chegou a ser comprado pelo Município e muito provavelmente nem nunca o será. Mas não terá quem se serve das coisas a obrigação de zelar por elas ou de fazer com que alguém zele?! Ainda que só numa pequena área (o antigo edifício dos serviços administrativos e de Comando),  é a Câmara que é responsável pela ocupação do espaço e lá estão o Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão e a Universidade da Terceira Idade.

Ouça aqui a crónica de Francisco Mendes

O presídio é uma construção do final do século XIX, de grande valor arquitetónico, quase único e classificado como imóvel de interesse público. Mas nem por isso quem de direito se preocupa e faz alguma coisa para que num belo dia não venha a ser mais um monte de destroços a “embelezar” Santarém.  É que o atual estado das antigas celas e sobretudo da bonita cúpula já não se compadecem com mais anos de desprezo.

Mais um espaço ímpar de mais de 1 ha, no coração da cidade, abandonado  e perto da ruína na grande parte da sua extensão.

Mais situações de risco existem em Santarém, ainda que por motivos bem diferentes. Exemplo são as paredes exteriores do Mercado Municipal, as que suportam os conhecidos e únicos painéis de azulejos, que lá vão continuando impregnadas de água, com os seus topos a absorver a chuva, descobertas e sem capaz proteção, também à espera do dia em que eventualmente venham a cair, para o que muitas vezes tenho alertado. Realidades diferentes, mas com uma origem comum: a íncúria…

Como referi, o Município de Santarém nunca pagou o Presídio nem o escriturou em seu nome, apesar de o respetivo contrato promessa de compra e venda ter sido assinado em final de 2008 e de o continuar a utilizar até hoje. O negócio de cerca de 4,6 milhões de euros nunca se concretizou…

Já a ex-Escola Prática de Cavalaria também não foi paga, mas a Câmara Municipal mesmo assim conseguiu garantir que passasse a ser sua propriedade.  O pagamento?! Um dia se verá…

Francisco Mendes

Leave a Reply

Recentes de Opinião

Estrume

O Joãozinho, também conhecido por Galamba, que foi deputado eleito a contra-gosto…

Ir para Início
%d bloggers like this: