Projeto Agir+ – Helena Fernandes e Sónia Lobato: “O mundo tem de ir ao encontro de Vale de Estacas”

Em Sociedade/Vídeos

O projeto Agir+ E8G está a desenvolver um trabalho de promoção da inclusão social de crianças e jovens ciganos e imigrantes, no bairro de Vale de Estacas, na cidade de Santarém. Helena Fernandes, coordenadora do projeto, e Sónia Lobato, presidente do LENE – Lar Evangélico Nova Esperança de Alcanhões, entidade promotora, falam ao Mais Ribatejo, do trabalho do Agir+, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social das crianças e jovens de de contextos socioeconómicos vulneráveis.

Helena Fernandes, coordenadora do projeto Agir+ em Santarém

O projeto tem sede num espaço cedido pela autarquia junto ao ringue do bairro social de Vale de Estacas, onde está a trabalhar com jovens e crianças deste bairro, desde 2019. Um local que pretende ser um espaço de ocupação infantil e juvenil, em que o foco é a capacitação escolar, psicossocial, digital e comunitária.

O Agir+ tem como base a acção, o sair da inércia e agir no indivíduo, agir na família, agir na comunidade. A proposta de fazer da rua e da comunidade local um espaço de dinamização comunitária, ocupando os mais jovens e propondo um estilo de vida saudável. Mobiliza os seus participantes para a capacitação ao nível das competências psicossociais, artísticas, desportivas, empreendedoras e comunitárias. Pretende estimular o diálogo e a relação entre culturas, fomentando o respeito pela diversidade, promovendo abertura para experimentar a cultura do outro, seja ele cigano, brasileiro, sírio, indiano…

Sónia Lobato, presidente do LENE – Lar Nova Esperança, entidade promotora deste projeto de promoção da inclusão social de minorias desfavorecidas na cidade de Santarém

“O mundo tem de ir ao encontro de Vale de Estacas, afirma Sónia Lobato, salientando o envolvimento de um vasto conjunto de parceiros do Agir+. Este projeto é financiado pelo “Programa Escolhas”, e promovido pelo LENE – Lar Evangélico Nova Esperança. Conta com um conjunto de Instituições parceiras, como a Câmara Municipal de Santarém; Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira; Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal Machado; CPCJ- Santarém; IPDJ; União de Freguesias da cidade de Santarém; Comissão Social de Freguesias da cidade de Santarém; Junta de Freguesia de Alcanhões, a Escola Superior de Educação do IP Santarém, o clube de canoagem Scalabitano, entre outros.

Para participar nas atividades basta aparecer na sede do Agir+ junto ao ringue de Vale de Estacas ou marcar um contato através do telefone 243 104868. O projeto está aberto à participação de voluntários, dispondo de uma página no Facebook.

Financiado pelo programa Escolhas, o projeto carece no entanto de financiamento próprio, pelo que todos os donativos são bem vindos, como afirma Sónia Lobato, salientando que o esforço realizado pelo LENE, como entidade sem fins lucrativos, para dar este contributo para a coesão social da comunidade scalabitana.

Nesta entrevista, Sónia Lobato fala-nos ainda da candidatura do projeto de requalificação do bairro de Vale de Estacas, com a construção de hortas sociais (já em curso) e da reabilitação do campo de jogos. Um projeto da ordem dos 50 mil euros, para o qual Sónia Lobato ainda espera obter financiamento.

Veja aqui a entrevista com as responsáveis do projeto Agir+ e subscreva o canal do Mais Ribatejo no Youtube

1 Comment

Leave a Reply