Documentário “Quando a Luz se Apaga” da coruchense Tânia Prates no Cinemax RTP

Em Ribatejo Cool

O documentário “Quando a Luz se Apaga” da coruchense Tânia Prates estreou no Cinemax RTP Curtas, na quinta-feira 15 abril, e repete este domingo para segunda-feira 18 / 19 abril, às 00h50 na RTP2.

O documentário realizado por Tânia Prates “Quando a Luz se Apaga”, que utiliza imagens do espólio fotográfico do Fundo Fotocine existente no acervo do Museu Municipal de Coruche e revela aspetos da realidade familiar de meados do século XX no Ribatejo, particularmente em Coruche, tendo como fio condutor a importância da fotografia para a preservação da memória das gentes.

A fotografia da morte, em especial a prática de fotografia de morte infantil, é o tema central.

O filme é narrado por Ana Paiva, técnica responsável pelo Centro de Documentação do Museu Municipal de Coruche, cuja voz conduz o espectador, desvelando os motivos que levaram à escolha das fotografias, selecionadas de entre os mais de 200 mil negativos do acervo.

O ensaio experimental em vídeo da realizadora Tânia Prates, que tem dedicado parte significativa do seu trabalho à vida e à memória coletiva de Coruche, é um pequeno grande filme que seduz pela simplicidade, mas também pela objetividade crua e dura com que revela o valor e a força que as imagens contêm.

“Quando a Luz se Apaga” é a terceira curta metragem da realizadora, produzida no decorrer do Curso Livre Fotofilme. Tendo a fotografia como narrativa fílmica, o filme foi selecionado para diversos festivais e mostras de cinema, nacionais e internacionais, onde mereceu duas menções honrosas: Curta Lágrima Nacional, no Festival de cinema Triste para Sempre, que decorreu em Lisboa, entre 20 e 23 de fevereiro 2020, e Grande Prémio Nacional, no FEST – New Directors | New Films Festival, que decorreu em Espinho, de 2 a 9 de agosto 2020.https://fb.watch/4U7gwxp48F/

Leave a Reply

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: