Duarte Marques protesta no Parlamento contra a discriminação negativa de empresas do interior nos concursos da Administração Central

Em Empresas

Preocupado com a discriminação que muitas empresas do interior são sujeitas por parte da Administração Central, o deputado do PSD Duarte Marques voltou a levantar este assunto ao Parlamento e pediu à Ministra da Coesão que “acabe com isto”. Duarte Marques destacou que apesar de muitos concursos não limitarem a prestação de serviços contratados a área de Lisboa, a verdade é que depois são os “cadernos de encargos” que limitam essa circunstância.

Para o deputado do PSD, quando se devia fazer precisamente o contrário, o Estado português está a prejudicar ainda mais as empresas do interior. Trata-se de serviços que “podem ser prestados à distância, como gestão de arquivos, call center, apoio ao cliente, entre outros”. Para o “cidadão/cliente é indiferente se lhe tiram as dúvidas ou fazem uma marcação a partir de Bragança, de Caminha ou de Proença a Nova”.

Duarte Marques apelou à Ministra da Coesão para este “impeça que isto se repita e que sensibilize os restantes Ministros para esta injustiça.” O deputado do PSD acrescentou que se para “Lisboa ou Cascais, uma empresa que cria 50 empregos já é importante, mas não é decisivo, num concelho do interior é o equivalente a uma Autoeuropa em Portugal”.

O deputado do PSD lembrou ainda que a nova lei dos contratos públicos, por proposta do PSD, tem uma norma que permite favorecer empresas localizadas nos territórios de baixa densidade.

Leave a Reply