Comemorações do 25 de Abril em Coruche

Em Ribatejo Cool

Pelo segundo ano consecutivo, as comemorações do 25 de Abril realizam-se em formato predominantemente online, com exceção para a cerimónia do hastear da bandeira nos Paços do Concelho e para a abertura da exposição “O Que Ficou por Dizer – A Censura na Cultura e nas Artes, 1936/1974“, na Galeria do Mercado Municipal de Coruche. No entanto, todos os eventos serão transmitidos em direto nas redes sociais da Câmara. Face ao contexto epidemiológico, a Câmara Municipal celebra o 47.º aniversário do 25 de Abril de 1974 da forma possível, em salvaguarda da saúde pública, mas também – e sempre – dos valores democráticos plantados pela Revolução dos Cravos.

As comemorações iniciam-se de véspera, no sábado, dia 24, pelas 23 horas, com um concerto do trio escalabitano Três Bairros, composto por Guilherme Madeira na voz, Ricardo Gama na guitarra portuguesa e João Correia na viola. À meia-noite, de dia 24 para 25, será transmitida uma interpretação singular, gravada em confinamento, de “Grândola, Vila Morena” por artistas do Concelho – uma produção da Câmara Municipal de Coruche para memória futura, realizada no âmbito das comemorações do 46.º aniversário do 25 de Abril, já em contexto pandémico. Em simultâneo, também à meia-noite, as freguesias do Concelho evocam a madrugada do sonho de Abril com uma salva de 25 morteiros.

Já no dia 25, pelas 10 horas, decorre na Praça da Liberdade a cerimónia do hastear da bandeira nacional, seguida dos discursos oficiais comemorativos, pronunciados por Berta Santos, Presidente da Assembleia Municipal, e Francisco Silvestre de Oliveira, Presidente da Câmara de Coruche. Segue-se, às 11 horas, a abertura da exposição “O Que Ficou por Dizer – A Censura na Cultura e nas Artes, 1936/1974”, cedida pela Sociedade Portuguesa de Autores. A exposição, que inclui textos, fotos e documentos, apresenta secções dedicadas a todas as áreas culturais que sofreram durante décadas a ingerência da censura e estará patente na Galeria do Mercado Municipal de Coruche, de 25 de abril a 16 de maio, cumprindo as orientações da DGS.

À tarde, pelas 16 horas, em parceria com as associações de folclore do Concelho e a Rádio Voz do Sorraia (RVS), é emitido o festival de folclore “O Povo a Cantar Abril”, contando com a participação de todos os ranchos de Coruche. Por fim, às 18 horas, a Sociedade de Instrução Coruchense (SIC), mais antiga associação cultural do Concelho, toca o seu hino em dupla evocação ao 25 de abril e ao 125.º aniversário da instituição, fundada a 9 de abril de 1896. Comemore-se Abril. Porque a Liberdade está a passar por aqui.

Leave a Reply