Portugal Fashion regressa com desfiles ‘online’ e revelação de uniformes para Tóquio 2020

Em Nacional

O 48.º Portugal Fashion regressa esta quinta-feira em formato digital, por causa da covid-19 e, até dia 24 de abril, vão ser apresentadas novas coleções de ‘designers’ e revelados os uniformes da Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

As restrições da pandemia obrigaram a 48.ª edição do Portugal Fashion a dividir-se em duas partes, com o ‘take 1’ a decorrer entre 18 e 20 de março, e o ‘take 2’ a acontecer de 22 a 24 de abril, em que vão ser reveladas, em formato digital, as novas coleções dos ‘designers’ e marcas portugueses Alves/Gonçalves, Concreto, Diogo Miranda, Hugo Costa, Luís Onofre, Marques’Almeida, Pé de Chumbo, Sophia Kah e Susana Bettencourt.

“O sucesso do ‘take 1’ deu-nos um ânimo extra e também uma responsabilidade acrescida para produzir, agora, uma grande emissão ‘online’ de moda. Isto significa tirar o máximo partido das potencialidades do digital e apresentar uma programação com múltiplos motivos de interesse, desde os vídeos das coleções, muito bem trabalhados estética e conceptualmente, às entrevistas, reportagens e debates”, declarou a diretora do Portugal Fashion, Mónica Neto, considerando que o ‘take 2’ vai também “ser muito interessante, vivo, interativo e divertido”.

Neste ‘take 2’ vão ser revelados, no dia 24 de abril, pelas 18:30, “os uniformes e equipamentos desportivos [da Missão de Portugal aos] Jogos Olímpicos de Tóquio 2020”, concebidos pelas marcas portuguesa Decenio e a espanhola Joma, respetivamente, acrescenta a organização.

Na quinta-feira, 22 de abril, o Portugal Fashion arranca às 17:30 com o desfile das escolas de moda (CENATEX, EMP, ESAD, FAUL, MODATEX Lisboa), no âmbito do projeto Bloom, espaço dedicado a novos talentos da moda portuguesa.

Ainda na quinta-feira, pelas 18:00, o jovem designer Nuno Miguel Ramos, formado na École de la Chambre Syndicale de la Couture Parisienne em Paris, apresenta a nova rubrica intitulada “Welcome to Porto”, em que vão ser revelados novos nomes da moda nacional.

O primeiro dia do ‘take 2’ terminará pelas 20:00, com a apresentação da coleção de Susana Bettencourt, intitulada “O lugar”, que aborda a “descontextualização de um dos símbolos portugueses: a nossa típica e peculiar casa portuguesa”, explicou a criadora.

Pelo ‘take2’ vão também passar as novas coleções do ‘designer’ Hugo Costa, que traz “Nimsdai”, referência a Nirmal “Nims” Purja, alpinista nepalês conhecido por ter escalado as 14 montanhas com mais de 8.000 metros de altitude, e do ‘designer’ Diogo Miranda, cuja coleção outono/inverno de 2021-2022 é um tributo “à beleza intemporal e às peças eternas”, entre as quais se destacam casacos oversized.

A dupla de ‘designers’ Alves/Gonçalves encerra a 48.ª edição do Portugal Fashion, no dia 24, mas antes, pelas 17:30, é emitido o vídeo com os desfiles dos vencedores do “Concurso Bloom powered by Sonae Fashion”, Maria Carlos Baptista e Marcelo Almiscarado.

O Concurso Bloom é uma competição aberta a jovens ‘designers’ de moda, tendo em vista a sua formação profissional, a sua promoção pública e a sua integração no mercado de trabalho.

Aos oito finalistas do concurso é dada a oportunidade de apresentarem criações suas no Portugal Fashion

Ao longo dos três dias está também previsto serem apresentadas as criações da dupla de ‘designers’ Marques’Almeida, com as habituais referências punk e grungy, do ‘designer’ Luís Onofre com a coleção “Gloire”, assim como as marcas Sophia Kah, Pé de Chumbo e Concreto.

A transmissão em ‘livestream’ vai ser apresentada por Raquel Strada, Hugo Van Der Ding e Renato Duarte.

Em outubro passado, a 47.ª edição do Portugal Fashion decorreu num modelo de apresentação “reinventado” e com a missão de “proteger o talento nacional”, criando um “modelo híbrido”, em que se conjugaram ora desfiles ao ar livre, com a premissa das distâncias exigidas pela Direção-Geral da Saúde, ora desfiles apresentados digitalmente.

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Leave a Reply