Samuel F. Pimenta na corrida para dois prémios literários internacionais

Em Ribatejo Cool

Samuel F. Pimenta, natural de Alcanhões, está na corrida para dois prémios literários internacionais. Com o livro Ascensão da Água, publicado pela editora Labirinto em 2020, o poeta foi seleccionado para as listas finais do Prémio aRi[t]mar e do Prémio Literário Glória de Sant’Anna. Os resultados de ambos os prémios serão publicados durante o mês de Maio.

O Prémio aRi[t]mar é um projeto da Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela, pertencente à Conselharia de Cultura, Educação e Universidade da Junta de Galiza, que visa divulgar a música e a poesia galego-portuguesa atuais, assim como aproximar a cultura e a língua dos dois países. Samuel F. Pimenta, Álamo Oliveira, Alexandra Santos, Hélia Correia, João Pedro Mésseder, Jorge C. Ferreira, Jorge Sousa Braga, Márcia, Raquel Serejo Martins e Rosa Oliveira são os poetas portugueses seleccionados para a lista final do prémio. A decisão final cabe aos leitores, que poderão votar no site oficial do prémio.

O Prémio Literário Glória de Sant’Anna é um prémio internacional de poesia em memória da Poeta Glória de Sant’Anna. O valor do prémio de 3 mil euros é destinado ao autor do melhor livro de poesia publicado nos países e regiões de língua portuguesa. Samuel F. Pimenta, José Luís Peixoto, Francisco Guita Jr., João Luís Barreto Guimarães, José António Lozano, Maria José Quintela, André Osório e Ana Paula Jardim são os poetas que integram a lista final deste ano, referente aos livros publicados em 2020.

«Ascensão da Água é um tributo ao ciclo da água, mas também uma evocação dos mitos a ela associados. Curiosamente, a ideia para escrever este livro surgiu junto à nascente do Rio Alviela, nos Olhos de Água. Por isso, é para mim uma alegria enorme integrar as listas finais destes prémios. De alguma forma, é também o Alviela que ali está, o que revela que um rio é muito mais do que um recurso à nossa disposição. Além de um ecossistema precioso, é também uma torrente de afectos e significados e parte integrante de uma cultura. É fundamental que o preservemos», diz Samuel F. Pimenta.

Com Ascensão da Água, o autor já havia ganhado a 31.ª edição do Prémio Literário Cidade de Almada, em 2019, com o livro ainda inédito. Promovido pela Câmara Municipal de Almada desde 1989, o galardão é considerado uma referência nacional na área da literatura e na promoção da criação literária em língua portuguesa, já tendo agraciado autores como Domingos Lobo, José Mário Silva, Carla Pais e José Jorge Letria.

Samuel F. Pimenta é poeta e escritor, tem 31 anos e sete livros publicados. Nasceu em Alcanhões, Santarém, começou a escrever com 10 anos e licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa.

Tem participado em diversas conferências e em encontros literários nacionais e internacionais, e colabora com publicações em Portugal, no Brasil, em Angola, em Moçambique e na Galiza. Em 2016 representou Portugal no International Young Poets Meeting, em Istambul, Turquia. A sua obra está presente em diversas antologias, em Portugal e no estrangeiro. Alguns dos seus livros deram origem a peças de teatro e teses académicas. Neste momento, escreve para o jornal Público e para a Revista Caliban.

São vários os prémios que lhe têm sido atribuídos, como o Prémio Jovens Criadores 2012 (Portugal), a Comenda Luís Vaz de Camões 2014 (Brasil) e o Prémio Liberdade de Expressão 2014 (Brasil). Em 2015, foi um dos vencedores das Bolsas Jovens Criadores, do Centro Nacional de Cultura, para a realização de uma residência artística e a escrita do romance Iluminações de Uma Mulher Livre. Em 2016, com o livro Ágora, ganhou o IV Prémio Literário Glória de Sant’Anna.

Além da literatura, dedica-se ao estudo da espiritualidade e à promoção dos direitos LGBTI+, dos direitos humanos e dos direitos da Terra.

Leave a Reply

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: