Sonho que não se pode quebrar e não se pode quebrar e não se pode… de a.Ves no Teatro Virgínia

Em Ribatejo Cool

Na próxima sexta-feira, dia 30 de abril, às 19h, sobe ao palco do Teatro Virgínia a.Ves com a performance Sonho que não se pode quebrar e não se pode quebrar e não se pode… O espetáculo, com criação, texto e dramaturgia de a.Ves e cocriação e performance de a.Ves, Leonor Lopes e Patrícia Alves, destina-se a maiores de 18 anos e tem duração prevista de 110 minutos. Os bilhetes têm o custo de 7,5€, sendo aplicáveis descontos, e podem ser adquiridos na bilheteira local (segunda a sexta das 15h às 18h30), nos pontos aderentes Fnac e Worten ou online em www.bol.pt .

a.Ves cresceu pelo sopé da Serra d´Aire. Aos 14 anos começou a estudar dança na Escola O Corpo Da Dança – Torres Novas. Participou em 2 escolas de Verão no Festival Materiais Diversos, com Miguel Pereira e Teresa Silva (2015) e com o Marcelo Evelin (2016). Participou como performer na peça de Ana Borralho e João Galante “Gatilho da Felicidade” (2017), no projeto “P.E.D.R.A. – Clara Andermatt” (2018), na peça de Raimund Hoghe “Momentos of Young People” (2018), na peça de Pedro Barreiro “O Mandarim” (2018) e na peça “Velã” de Leonor Lopes (2020). Estudou na ESD em Lisboa (2017-2019) e na AHK em Amesterdão (2019-2020). O seu trabalho como criadora propõe refletir e abrir temas como empatia, queerness, herança e contaminação.

Leave a Reply