José Relvas no Piauí e na Mostra Europeia de Humanidades

Em Ribatejo Cool

O investigador ribatejano José Raimundo Noras continua a divulgar internacionalmente a multifacetada figura de José Relvas (1858-1929).

A questão duriense – Os comissionados do Sul entregam petição no Parlamento [José Relvas entre este grupo]. Fotografia de Joshua Benoliel – 07/1915. Ilustração Portuguesa¸ II série, n.º 439, 2/08/1915, p. 154.

Raimundo Noras já participou em dois congressos da Association for Spanish and Portuguese Historical Studies com comunicações sobre este tema em 2014 (Modena, Itália) e em 2016 (San Diego, Califórnia – EUA). Agora é a vez do Brasil.

 A convite do coordenador, professor Fernando Botton, Raimundo Noras submeteu e viu aprovado o artigo: A defesa dos “vinhos do sul” e a república em portugal:: o “paladino josé relvas” e a mobilização de comunidades rurais em três momentos chave: 1907/1908; 1914/17; e 1927/29, no vol. 3 da Revista Humana Res, entretanto já publicada na Universidade Estadual do Piauí (Brasil).

O texto materializa investigações no Arquivo Histórico da Casa dos Patudos (AHCP) focando o papel de determinante de Relvas na defesa dos vinhos licoroso do Sul de Portugal, (os abafados) em processos de contestação social que assumiram sempre contornos políticos.

O artigo já está disponível no site da Humana Res: https://revistahumanares.uespi.br/index.php/HumanaRes. Este trabalho resulta das pesquisas no âmbito de uma tese biográfica, a qual mereceu financiamento da Fundação para Ciência e Teconologia (FCT), em concurso público, em 2017, e cujas provas o autor aguarda. 

Precisamente com uma visão geral sobre o seu projeto de investigação e vida de José Relvas, Raimundo Noras escreveu um pequeno guião para o vídeo «In labor qvies» – history as biography, the politics and the ideals of José Relvas (1858-1929)», com a participação de Nuno Prates (Casa dos Patudos) e a realização de Chico Noras.

Este vídeo foi admitido na Mostra Europeia de Humanidade, promovida pela FCT, pela UNESCO e pela Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) em Lisboa, entre 5 e 7 de maio.

Esta mostra terá forte componente e as inscrições já se encontram abertas em: http://www.europeanhumanities2021.ipt.pt/pt/mostra_de_videos/. Para a produção do vídeo o autor agradece os apoios da Câmara Municipal de Alpiarça e da empresa Trojan Horse was a Unicorn (THU), para além das personalidade e entidade já referidas.

Leave a Reply