Projeto da nova Escola Superior de Tecnologia de Abrantes apresentado com presença do secretário de Estado do Ensino Superior

Em Educação

João Sobrinho Teixeira, secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, esteve esta quarta-feira, dia 28 de abril, em Abrantes, nas instalações do Tagusvalley – Parque de Ciência e Tecnologia onde foi apresentado publicamente o projeto da nova Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) do Instituto Politécnico de Tomar (IPT).

Um projeto estratégico para Abrantes e a região

Considerado como estratégico para o concelho e para a Região, o projeto da instalação definitiva da ESTA- IPT no campus do Tagusvalley, onde a Escola já tem a funcionar os seus laboratórios, representa um investimento de 4 milhões de euros e a empreitada deverá avançar ainda no decorrer deste ano.

Com o objetivo de potenciar a inovação e o consequente desenvolvimento económico, aproximando o meio académico ao mercado empresarial, as novas instalações da ESTA no Parque de Ciência e Tecnologia irão ter uma área de implantação de cerca de 3.000 metros quadrados, garantindo também as melhores condições de conforto e ensino-aprendizagem para alunos e corpo docente.

Uma nova ESTA

“Nasce hoje a nova Escola Superior de Tecnologia de Abrantes!”, afirmou Manuel Jorge Valamatos, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, no início da sessão de apresentação do novo projeto, acrescentando que “ao longo destes 22 anos de existência, a ESTA tem-se posicionado não só como um dos mais importantes ativos do desenvolvimento económico e da coesão territorial de Abrantes, mas também como um fator de dinamização da nossa Região”.

PRR vai ter mais de 270 milhões de euros para as instituições de ensino superior

Na sua intervenção, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, destacou a aposta do Governo no incentivo à frequência dos jovens no ensino superior como forma de se ter um país com maiores qualificações e salientou a importância da existência de instituições do ensino superior nas regiões do interior. Ao nível do financiamento para a concretização do projeto da ESTA, o Secretário de Estado salientou que “não conheço nenhum bom projeto que não tenha financiamento” e deu a conhecer que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) terá um apoio de mais de 270 milhões de euros para as instituições de ensino superior captarem jovens e adultos para os estudos superiores “que obrigará a reformular laboratórios e edifícios e este projeto encaixa-se nestes apoios”. Por outro lado, “o PRR vai também ter disponíveis cerca de 375 milhões de euros para alojamento estudantil porque queremos criar mais 15 mil camas para os estudantes”, destacou João Sobrinho Teixeira referindo ainda a importância dos Politécnicos como agentes da coesão territorial, para a criação de economia e fixação de população.

ESTA vai ser instalada no parque de Ciência e Tecnologia

Por sua vez, João Coroado, presidente do Instituto Politécnico de Tomar, referiu que “é com otimismo que vemos o projeto do complexo pedagógico da ESTA-IPT avançar porque foram 22 anos de instalações provisórias e creio que estamos num ponto de viragem em que precisamos de nos afirmar no nosso Território, potenciando a coesão e desenvolvimento territorial”, destacando ainda como importante a cooperação e o investimento “que nos pode alavancar e trazer maior qualidade de vida e desenvolvimento à nossa Região”.

Augusto Mateus, Presidente do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Tomar, destacou que “não há parques de ciência e tecnologia sem as instituições de ensino superior”.

Na cerimónia, foram ainda homenageados os colaboradores com 25 anos de serviço ao IPT, entre eles, Eugénio de Almeida, que foi o primeiro Diretor da ESTA.

A Câmara Municipal de Abrantes vai iniciar a revisão do projeto da nova ESTA-IPT, que já conta com os contributos técnicos da Direção Geral do Ensino Superior, do Instituto Politécnico de Tomar e do corpo docente da Escola, e preparar o lançamento da empreitada, com um prazo de execução de 720 dias, que deverá arrancar ainda no decorrer deste ano.

Leave a Reply