Luís Albuquerque repete candidatura do PSD/CDS-PP a Ourém

Em Autárquicas 2021

O presidente da Câmara de Ourém, o social-democrata Luís Albuquerque, é recandidato ao cargo nas eleições autárquicas pela coligação “Ourém Sempre”, que junta PSD e CDS-PP, para continuar o projeto iniciado há quatro anos.

“Há quatro anos apresentámos um projeto ambicioso aos ourienses que, passados quatro anos, com muita coisa executada, ainda há muito a fazer. Esta é uma das razões que me levou a aceitar ser recandidato, para continuar o trabalho que iniciámos e que está longe de estar terminado”, disse Luís Albuquerque à agência Lusa.

O cabeça de lista referiu, por outro lado, que “este mandato ficou marcado, muito, pela pandemia” da covid-19.

“Quase dois anos do mandato foram marcados pela pandemia e é preciso que nos próximos tempos haja alguém no exercício destas funções que tenha conhecimento e possa contribuir para que o concelho possa retomar toda a atividade pré-pandemia”, assinalou.

O candidato adiantou que “o convite e apoio unânime dos dois partidos que compõem a coligação” pesou na decisão, assim como o apoio da família.

Luís Albuquerque explicou que a candidatura assenta em “três pilares fundamentais, pessoas, economia e sustentabilidade ambiental”, reconhecendo que “é preciso apoiar muito as pessoas que estão a sofrer devido à crise económica decorrente da pandemia e, por isso, é necessário estar atento e ao lado delas”.

“No âmbito da economia, se queremos fixar pessoas no nosso concelho, temos de o tornar atrativo, criando condições para a instalação de novas empresas que gerem emprego e que, por força disso, fixem as pessoas no nosso território”, observou.

Já no que se refere à sustentabilidade ambiental, o candidato do PSD/CDS-PP destacou a importância de se “trabalhar, cada vez mais, para que o concelho seja um exemplo ambiental, com mobilidade suave, novas ecovias e espaços que a população possa usufruir, para melhorar a sua qualidade de vida”.

Se repetir a vitória de 2017, Luís Albuquerque garantiu que “os primeiros dois anos do próximo mandato serão marcados pela continuação da requalificação urbana das cidades e vilas do concelho”.

“Queremos, também, esbater as assimetrias que ainda existem entre o norte e o sul do concelho, com a requalificação da antiga Estrada Nacional 356, que já começou, e avançando em definitivo, após a compra dos terrenos, para instalar uma zona industrial no norte do concelho, única forma de evitar o êxodo de pessoas dessa zona”, acrescentou.

Luís Albuquerque adiantou que uma vitória nas eleições “é poder continuar a governar o município de uma forma estável e segura, para implementar o programa eleitoral e continuar o projeto iniciado há quatro anos”.

Antigo líder da concelhia de Ourém do PSD, Luís Albuquerque foi, entre 2005 e 2009, adjunto do presidente da câmara David Catarino, tendo, no final do mandato, assumido o lugar de vereador a tempo inteiro com a renúncia do autarca.

Nas eleições autárquicas de 2009, foi eleito vereador, quando o PS conquistou o município ao PSD.

No sufrágio de 2013, foi cabeça de lista, já em coligação, tendo perdido as eleições por 120 votos. Assumiu então o cargo de vereador.

Nas eleições autárquicas de 2017, a lista que liderava, de novo em coligação PSD/CDS-PP, devolveu a Câmara ao PSD, com os sociais-democratas a alcançarem quatro de um total de sete mandatos, cabendo ao PS os restantes.

Leave a Reply