Covid-19 – Surtos em duas comunidades de Coruche estão “quase resolvidos”

Em Região

Os dois surtos de covid-19 que surgiram em duas comunidades residentes no concelho de Coruche estão quase debelados, havendo registo de apenas dois casos ativos, disse à Lusa o presidente do município.

Dois surtos da covid-19 fizeram subir o número de casos ativos da doença no concelho de Coruche para 43 no final de abril.

Os surtos em duas comunidades residentes no concelho foram identificados em deslocações de um elemento de cada um dos grupos a unidades de saúde, por motivos diferentes, tendo os testes realizados nessas instituições revelado a presença da infeção pelo novo coronavírus.

Em declarações hoje à Lusa, o presidente da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira, disse que a situação está praticamente resolvida.

“Temos duas incidências numa das comunidades e nenhum na outra do grupo de trabalhadores agrícolas. Os restantes foram dados como curados. Significa que a situação, fruto da implementação de um conjunto de medidas e questões de vigilância e segurança levou-nos a um processo que está quase resolvido”, disse.

Francisco Oliveira destacou que a comunidade de 18 imigrantes vive numa moradia com todas as condições, tendo sido possível separar os infetados naquela habitação.

“Estamos a falar de uma situação completamente diferente da de Odemira. Vivem numa moradia com todas as condições de habitabilidade. Foi feita a separação dentro da própria habitação. Num universo de 18, só quatro positivaram e já retomaram a sua vida normal”, salientou.

Segundo o autarca, o primeiro caso foi detetado em abril, tendo sido de imediato realizados testes nas crianças da comunidade que frequentam as escolas do concelho, o que levou à colocação de cinco turmas da escola básica de segundo e terceiro ciclos, uma turma do secundário e uma turma do primeiro ciclo em isolamento profilático.

De acordo com Francisco Oliveira, neste momento há apenas uma turma em vigilância.

“Esta situação dá-nos alguma tranquilidade até face à avaliação que será feita hoje pelo primeiro-ministro. Éramos um concelho com cartão amarelo, na iminência de levar cartão vermelho. Estou convencido que face a esta evolução dos números que de facto não venha a ser adotada nenhuma medida diferenciadora para o município de Coruche”, indicou.

O concelho de Coruche está entre os 27 concelhos que devem ficar em alerta porque registaram uma taxa de incidência da covid-19 superior a 120 casos por 100 mil habitantes, pelo que se tiverem uma segunda avaliação negativa podem ficar retidos ou recuar no plano de desconfinamento.

Leave a Reply