Maria João Canilho é a candidata do PSD à Assembleia Municipal de Azambuja

Em Autárquicas 2021

Maria João Canilho é a cabeça de lista do PSD à Assembleia Municipal de Azambuja. A atual vereadora na Câmara Municipal de Azambuja desde 2013 e diretora técnica do Centro Social Paroquial de Azambuja é licenciada em Sociologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e pós-graduada em Orientação e Mediação Familiar pela Universidade Católica, tem 47 anos e dois filhos menores.
Maria João Canilho quer “transformar a Assembleia Municipal no motor de uma democracia verdadeira que se quer participada e participativa”, porque chegou a hora deste órgão autárquico ser “o principal espaço para o debate sobre as várias políticas estratégicas para o concelho para os próximos 10, 15, 20 anos, de forma dinâmica e com muita participação dos munícipes, mesmo para além dos eleitos”.
Segundo o comunicado do PSD, “a lista de candidatura que vai liderar à Assembleia Municipal de Azambuja será composta por cidadãos independentes e por militantes de diversas filiações partidárias, das várias localidades do concelho, com experiências académicas, profissionais e de vida diferentes”.

Maria João Canilho quer “uma Assembleia Municipal que respire Liberdade e que deixe de ser uma mera caixa de ressonância da Câmara ou dos interesses partidários. Não pode ser um órgão apático, onde os que representam o povo afinal estão lá simplesmente a executar as ordens dos chefes partidários, sem as questionar e sem fazer o juízo que lhes compete”.
A candidata à presidência da Assembleia Municipal remata: “não sou nem nunca fui filiada em qualquer partido, sou independente e vou continuar a ser independente e é dessa forma que sempre exerci os meus mandatos como vereadora e que vou ser como presidente da Assembleia Municipal”.
Sobre as próximas eleições autárquicas no concelho de Azambuja, Maria João Canilho defende que “nestas eleições é uma evidência que o projeto liderado pelo Rui Corça e pelo PSD é único capaz de derrotar o PS! A CDU é a terceira força há muitos anos e desistiu deliberadamente de ser alternativa ao PS”.
“A candidatura autárquica liderada por Rui Corça quer devolver a dignidade e a importância que a Assembleia Municipal tem que ter, enquanto órgão de fiscalização da Câmara, mas principalmente como fórum de discussão estratégica para o futuro do concelho”, refere o comunicado do PSD.

Leave a Reply