PSP Santarém comemora 145 anos – Criminalidade violenta baixou 33% no distrito de Santarém

Em Sociedade

A criminalidade baixou em 2020 no distrito de Santarém, segundo o comandante distrital da Polícia de Segurança Pública, João Manuel Alves Amado, numa mensagem pelo 145.º aniversário do Comando Distrital de PSP
de Santarém.

O Comando Distrital de Santarém da Polícia de Segurança Pública comemora hoje, dia 17 de maio, o seu centésimo quadragésimo quinto aniversário.
“Pelo segundo ano consecutivo e por força da situação pandémica que atravessamos, embora não realizemos quaisquer iniciativas públicas, não poderíamos deixar de assinalar a efeméride, dado o elevado significado de que se reveste para todas as mulheres e homens que servem e serviram o País neste Comando Distrital de Santarém da PSP. Faço-o simbolicamente através desta mensagem”, afirma o comandante João Alves Amado.
“As minhas primeiras palavras são de agradecimento à direção nacional da PSP e aos seus serviços por todo o apoio que, de forma inequívoca, têm dispensado ao Comando Distrital de Santarém, o que muito tem contribuído para garantir a operacionalidade dos Serviços”, escreve o comandante.
“Às Câmaras Municipais e demais Entidades, independentemente da sua natureza, com que diariamente trabalhamos, na pessoa dos respetivos Presidentes e Dirigentes, agradeço o apoio e colaboração institucional que sempre têm sabido dispensar à PSP, consolidando uma proximidade indispensável à prossecução do bem comum e da segurança pública dos nossos concidadãos” adianta o Superintendente.

Violência doméstica baixou 17,7% em 2020 no distrito de Santarém


Em termos de balanço da atividade da PSP de Santarém, o comandante salienta que a criminalidade denunciada em 2020, comparativamente com 2019, registou uma diminuição de 11,6% na criminalidade geral, o decréscimo de 33,1% na criminalidade violenta e grave e de 17,4% nas detenções. Relativamente à violência doméstica, foi registado o decréscimo de 17,7%.

Criminalidade violenta reduziu em 11,6% no primeiro trimestre de 2021

Numa análise comparativa do 1.º trimestre de 2020 com igual período de 2021, regista-se uma diminuição de 36,2% na criminalidade geral, um decréscimo de 11,1% na criminalidade violenta e grave e de 41,0% nas detenções. Relativamente à violência doméstica, regista-se a diminuição de 57,8%.
“O empenho operacional, ao longo do último ano, foi intenso e extremamente exigente para todos os profissionais deste Comando de Distrital”, salienta o comandante Alves amado.

“Para além das quotidianas missões de segurança das populações, onde se inclui a fiscalização das medidas implementadas para combate à propagação da pandemia, exercemos ainda o vasto leque de atribuições que nos estão acometidas, desde a investigação criminal, à manutenção da ordem pública, regularização e fiscalização rodoviária, à proteção ambiental e às funções de Polícia Administrativa – no controlo, licenciamento de fiscalização em matéria de armas e explosivos, e da atividade da segurança privada –, entre outras”, adianta o comandante da PSP.
Como exemplo desse empenhamento, destaca as 6.845,1 doses de produto estupefaciente apreendidas durante o ano de 2020 e as 224.254,45 doses de produto estupefaciente apreendidas já durante os primeiros meses de 2021, bem como as mais de 2.700 armas de fogo recolhidas durante o ano de 2020.
“Os desafios que hoje se nos colocam, fruto das incertezas e complexidade dos cenários, exigem um esforço constante de adequação das nossas respostas, suportadas em novos ensinamentos e metodologias de trabalho que confiram maior capacitação técnica aos polícias e lhes permita o exercício das suas funções com o profissionalismo e competência que deles se espera”, afirma o comandante da PSP.
“Também no plano externo, os novos desafios e exigências requerem, das diferentes instituições, uma capacidade de permanente adaptação das suas respostas, muitas vezes suportadas em relações estreitas de colaboração e complementaridade institucional, que, num ambiente propício à inovação, permitam adotar novos modelos de intervenção, sustentados na eficácia e eficiência, capazes de corresponder às necessidades sociais”, conclui o comandante.

Leave a Reply