Descubra como ler as informações da fatura de luz e gás

Em Empresas

As faturas de energia são das mais complicadas que se recebem em casa. Além dos múltiplos dados de consumidor, os valores dos consumos estimados e reais, os custos da potência contratada e ainda os vários impostos e taxas resultam num documento bastante extenso e difícil de compreender. Agora o Mais Ribatejo, em conjunto com a Comparamais, explicam-lhe como encontrar as principais informações da fatura de luz e gás.

A fatura de energia é composta, basicamente, por três grandes grupos de informação (quatro, caso tenha contrato de luz e gás). A primeira é o rosto da fatura, onde encontra as principais informações de cliente e do pagamento da conta mensal. Depois surgem os gastos efetivos com energia, que incluem os valores fixos da potência e os variáveis relativos aos consumos de eletricidade, seguidos das taxas e impostos. O mesmo ocorre, de seguida, com os dados relativos ao gás, se estiverem no mesmo contrato. E, por fim, encontra dados relativos à origem da sua energia e aos seus consumos acumulados.

Veja agora, com mais detalhe, o que encontra em cada secção da fatura

Rosto da Fatura de luz e gás

É aqui que encontra os principais dados de cliente. Desde logo com o seu nome e NIF, mas também as informações específicas do seu contador, com o número do CPE (Código de Ponto de Entrega). E, caso tenha gás, também poderá verificar a identificação deste contador com o CUI (Código Universal de Instalação).

Além disso, os dados de pagamento estão nesta parte da fatura. Encontra os valores totais a pagar e caso tenha optado pelo débito direto, a indicação do número da conta em que foi debitada a fatura. Mas se opta pelo pagamento com referência multibanco, encontrará também na primeira página da fatura os dados para a cobrança do luz e gás.

Consumos de Eletricidade

Estão aqui as informações mais importantes, com os valores que paga pela energia (€/kWh) e pela potência contratada (kVA/Dia) que têm impacto no custo total. Como indicado, a energia é cobrada em três parcelas:

  • Cada kW de eletricidade que os seus eletrodomésticos consomem têm um custo, que normalmente ronda os 0,1500€. Depois é a soma de toda a eletricidade que gastou em casa que resulta no consumo total em kWh a pagar;
  • Tem ainda o custo pelo contador e envio da energia para sua casa. Este é um custo diário fixo, que vai depender do valor cobrado consoante a potência do seu contador (por exemplo, 3,45 kVA ou 6,9 kVA);
  • Por fim surgem as taxas e impostos a pagar. Incluem-se a Contribuição Audiovisual, valor que paga os serviços públicos de informação, a taxa DGEG (valor entregue à Direção Geral de Energia e Geologia) e o IEC (Imposto Especial de Consumo que incide sobre os produtos petrolíferos, pago na eletricidade devido ao uso de combustíveis fósseis para gerar eletricidade). Surge, além disso, o IVA, que terá uma taxa de 6% para os primeiros 100kWh e de 23% nos restantes consumos.

Consumos reais e estimados

Um dos desafios mais frequentes na leitura da fatura de luz e gás é perceber os vários valores apresentados para os consumos. Além dos consumos reais, os únicos para quem envia as leituras ou já tem os mais modernos smart meters, os clientes podem ter ainda valores estimados.

Isto significa que para vários dias a empresa não tem dados concretos sobre os valores do contador de eletricidade. Como tal, ela fez uma estimativa de quanto terá consumido nesse período em falta.

Muitas vezes estes consumos estimados dão depois origem a acertos, que podem aumentar ou baixar o valor da fatura. Caso a estimativa seja inferior, terá de pagar mais, mas se a empresa fez uma estimativa acima do que consumiu, será ressarcido do valor que já pagou.

Os acertos podem dar ainda origem a um pagamento em prestações. Isso acontece de forma automática quando o valor do acerto supera o custo médio da fatura nos últimos seis meses. Nestes casos o pagamento em prestações é automático, sem direito à cobrança de juros pelo fornecedor de energia.

Consumos de gás

Os quadros são os mesmos que existem para a eletricidade, já que existem custos fixos (valor diário consoante o Escalão do gás), custos variáveis (€/kWh pelo gás consumido) e também as taxas e impostos.

Informações gerais da fatura de luz e gás

Na última secção da fatura vai encontrar os dados gerais sobre a origem da energia e os seus consumos médios. No primeiro caso poderá ficar a saber se o seu fornecimento é feito com eletricidade proveniente de fontes renováveis, como éolica ou solar. E no caso dos consumos, poderá ver se há oscilações no gasto mensal de energia em sua casa. Um dado importante tanto para saber como oscilam os seus consumos como na estimativa dos gastos anuais de eletricidade.

Como saber na fatura onde poupar?

Se pretende baixar os gastos com energia, existem três dados fulcrais que encontra na fatura, segundo nos explica a Comparamais. Primeiro deve olhar para os preços €/kWh da eletricidade e do gás, já que podem existir alternativas mais baratas.

Depois deve olhar para a potência contratada. Em primeiro lugar, pondere reduzir a potência de forma a ter um custo fixo diário mais baixo. Além disso, veja também qual o preço que paga pela potência contratada, pela possibilidade de pagar menos em outras empresas.

Por fim, olhe para o seu quadro de consumos. Por exemplo, verifique se as oscilações que existem entre diferentes estações são muito marcantes, já que isso pode indiciar que o uso de equipamentos como aquecedores ou ar condicionado têm um forte impacto no seu gasto mensal com energia. Nestes casos avalie alternativas mais eficientes para climatizar a habitação. Além disso, pode também encontrar o impacto da compra de novos eletrodomésticos, verificando se eles aumentaram também a sua eficiência energética.

Ler a fatura de luz e gás pode ser algo complicado, mas desde que saiba onde estão as principais informações e aquilo que lhe está a ser cobrado, torna-se muito mais simples entender os dados que lhe são fornecidos.

Leave a Reply