Tomar Cultura Viva para animar o verão com artistas tomarenses

Em Ribatejo Cool


Foi apresentada esta terça-feira, nos Paços do Concelho, a iniciativa Tomar Cultura Viva, programa de animação de Verão que decorrerá entre 1 de junho e 3 de setembro, no Mouchão, com artistas e grupos tomarenses.



Depois da experiência bem sucedida em 2020 através da iniciativa Tomar ComVida, que pretendeu contribuir para apoiar os profissionais da cultura do concelho, o projeto refez-se, com o nome original a ser agora uma marca, de parceria entre o Município e as seis empresas tomarenses do setor, que poderá vir a realizar outros eventos no futuro mas será, para já, responsável pelo Tomar Cultura Viva.

A autarquia vai fazer um investimento de 120 mil euros diretos, mais 30 mil indiretos, num total de 150 mil euros, destinado a apoiar, não apenas as seis empresas, mas todos os profissionais da cultura e as suas famílias, porque, como frisou a vereadora Filipa Fernandes, “quando falamos destas seis empresas estamos a falar de uma panóplia de profissionais que vivem deste setor e falamos igualmente das respetivas famílias que viram os seus rendimentos bastante diminutos, uma vez que ao longo deste ano e pouco não tem havido trabalho para estes profissionais”. Acrescentou ainda que “não sendo as autarquias a tomar a iniciativa de programar nos seus territórios, arriscamo-nos a anular um setor basilar da nossa sociedade”.

A responsável camarária pela área da Cultura sublinhou igualmente que esta “é a nossa essência, a nossa identidade” e que os cidadãos precisam dela para viver, pelo que, se “o Tomar ComVida mostrou a nível nacional como é possível realizar iniciativas culturais com toda a segurança”, o Tomar Cultura Viva vai demonstrar que “é possível continuar a respirar cultura”.

O programa decorrerá às quintas, sextas e sábados, no Mouchão, uma ilha no rio Nabão, no centro da cidade, com 200 lugares sentados, de acordo com as regras da DGS e com todas as condições de segurança. Se as novas orientações da entidade nacional de saúde vierem nesse sentido, o horário dos espetáculos será à quinta das 21h30 às 23 horas e à sexta e sábado das 22 às 24 horas. Haverá também alguns espetáculos de rua.

Os bilhetes serão gratuitos mas obrigatórios, podendo ser levantados diariamente das 9h30 às 18 horas no posto de Turismo, ou no Mouchão na hora anterior ao início dos espetáculos.

A programação será apresentada apenas dia 8 de junho, mas já se sabe que, embora a maioria dos intérpretes seja a mesma do ano passado, a ideia será que os espetáculos sejam diferentes, nomeadamente com alguns deles em parceria. Novidade serão também as condições melhoradas para os artistas, com um palco maior e coberto. Já os espetadores, poderão desta vez contar com casas de banho públicas acessíveis, bem como, se as orientações da DGS vierem a ser nesse sentido, a possibilidade de existência de bares no recinto.

Todas as informações já disponíveis sobre este evento podem ser consultadas em www.tomarcomvida.com, onde a partir de dia 8 de junho estará também acessível toda a programação.

Leave a Reply