Câmara de Abrantes investe 160 mil euros para combate inicial a incêndios rurais

Em Região

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) do Concelho de Abrantes foi apresentado esta terça-feira, dia 18 de maio, na Praça D. Francisco de Almeida (antigo heliporto junto ao Castelo), e contou com a presença das várias entidades envolvidas no Dispositivo.

O presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, agradeceu o empenho e determinação de todos os intervenientes no dispositivo salientando que “os incêndios são uns dos maiores problemas da nossa região e temos que defender as nossas populações e por isso é muito importante fazermos um trabalho preparatório que é o que temos vindo a fazer nos últimos anos com o DECIR”.

Para David Lobato, Comandante Operacional Distrital de Santarém da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o trabalho desenvolvido pelo Município de Abrantes é um exemplo a nível nacional “ao ter conseguido dinamizar os kits das Juntas de Freguesia que ficam com uma maior disponibilidade para atacar os incêndios num concelho que é grande e tem uma mancha florestal com potencial de risco bastante elevado”.

Este ano de 2021, a Câmara Municipal de Abrantes reforçou o investimento dos kits de primeira intervenção contra incêndios, num total de 160 mil euros, mais 35 mil do que em 2020.

As Juntas de Freguesia de Alvega e Concavada e Carvalhal integram este ano, pela primeira vez, o dispositivo especial de combate a incêndios rurais juntando-se às Juntas de Freguesia de Abrantes e Alferrarede, Aldeia do Mato e Souto, Bemposta, Mouriscas, S. Facundo e Vale das Mós, Rio de Moinhos e Tramagal.

As carrinhas ligeiras das Juntas de Freguesia que integram o DECIR estão equipadas com maquinaria, mangueira e tanque com uma capacidade de 600 litros de água, estando também apetrechadas com rádios de comunicação, sendo que nos períodos de alerta laranja e vermelho, as mesmas estarão posicionadas em Locais Estratégicos de Estacionamento (LEE), dentro do limite das respetivas freguesias. O objetivo é responder de forma rápida e eficaz no combate aos incêndios, na sua fase inicial, até que cheguem os reforços ao local do incêndio, sendo uma mais-valia pela sua proximidade e rapidez.

Em 2020, durante o período do DECIR, os kits das Juntas de Freguesia efetuaram um total de intervenções diretas em 66 ocorrências.

O Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC), em parceria com os Bombeiros de Abrantes, vai realizar, no próximo dia 20 de maio, uma formação para os elementos que integram as equipas dos kits municipais que tem como objetivo alertar os operacionais que constituem as referidas equipas para os riscos e comportamentos a adotar durante uma ocorrência, nomeadamente a segurança na frente de fogo. A formação tem uma componente teórica e prática e será também ministrada formação em comunicações.

O Dispositivo de Combate a Incêndios Rurais está na fase II até ao final deste mês de maio. Entre 1 e 30 de junho é acionado o nível III de empenhamento, sendo que entre 1 de julho e 30 de setembro entra em vigor a fase IV.

O DECIR 2021 Municipal engloba os seguintes meios: Bombeiros Voluntários de Abrantes; Cruz Vermelha Portuguesa; Sapadores Florestais da Associação dos Agricultores dos Concelhos de Abrantes, Sardoal, Constância e Mação; Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo; Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR; kits das Juntas de Freguesia (num total de 10); Polícia de Segurança Pública; Guarda Nacional Republicana; Regimento de Apoio Militar de Emergência, Afocelca e os meios afetos à Câmara Municipal, através do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Leave a Reply