Câmara de Abrantes aprova contas de 2020 do Município e dos Serviços Municipalizados

Em Região

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou por unanimidade, no dia 18 de maio, os documentos de prestação de contas do ano de 2020, com um resultado líquido positivo de 1.626.056,96€, mais 57% do que no exercício de 2019.

A situação do endividamento à banca teve uma melhoria substancial (-38%), já que se continuou a assegurar a capacidade financeira para o cumprimento das obrigações inerentes ao serviço da divida. O total da divida de médio e longo prazos, cifra-se agora na ordem dos 2,4 ME.

A divida a fornecedores caiu 19% em relação ao ano passado, mantendo-se a situação de inexistência de pagamentos em atraso. O prazo médio de pagamentos a fornecedores melhorou em 1 dia. A Câmara Municipal de Abrantes paga agora os seus compromissos no prazo médio de 4 dias.

No que diz respeito à receita total, verificou-se um crescimento de 5,9%, face a 2019 (+1.546.064,02€). Destaca-se o facto da receita corrente ficar cerca de 41% acima da despesa corrente, dando origem a um aumento da poupança corrente que se cifrou em cerca de 7 ME (+ 21% do que em 2019), o que permite à Câmara Municipal continuar a investir com recurso a receita própria.

Comparativamente com o ano anterior, assistiu-se a um ligeiro crescimento no montante da despesa total executada de, aproximadamente, 1,4% (349.122,16€). Na despesa executada, as divisões que absorveram maior volume financeiro para despesas a favor das políticas públicas foram a do conhecimento, seguida do ambiente e cultura e turismo. Já ao nível do investimento com maior peso na despesa está no investimento em arruamentos, seguido do investimento nas escolas.

Ressalva-se o compromisso em democratizar o território, ficando o ano de 2020 marcado pelo maior investimento de sempre nas Juntas de Freguesia, num reforço de investimento de 24% face ao ano, com a transferência total no valor de 2.539.280.00 €.

Os resultados do exercício do ano de 2020 traduzem contas certas e equilibradas permitindo honrar compromissos e projetar obras de impacto relevante para o futuro e foram uma peça-chave para que a Câmara pudesse acorrer às situações de emergência e apoiar a população e a economia durante a pandemia Covid-19. Ao todo, e só no ano de 2020, o município fez um investimento superior a um milhão de euros na implementação de medidas extraordinárias de apoio às famílias, às instituições e às empresas locais.

Para o Presidente da Câmara Municipal, as boas contas da autarquia “refletem aquilo que é uma dinâmica de um Executivo, sendo que, chegar ao fim de um mandato apresentando estabilidade financeira, é um resultado que nos deve deixar a todos orgulhosos”. Manuel Jorge Valamatos classificou estes indicadores como uma “motivação e a convicção de que podemos continuar a apostar em novos projetos para a afirmação de Abrantes e para a melhor qualidade de vida dos abrantinos”. O Presidente agradeceu aos trabalhadores da Câmara “que nos ajudam a alcançar esta estabilidade financeira”.

Foram igualmente aprovados, por unanimidade, os documentos de prestação de contas do exercício 2020 dos SMA – Serviços Municipalizados de Abrantes que apresentou um resultado líquido positivo de 63.899€. Foi assim consolidado o resultado líquido positivo alcançado no ano anterior, 2019, altura que os SMA inverteram os resultados negativos de 2017 e 2018, causados pelo enorme aumento da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos paga pelos Serviços Municipalizados à entidade responsável pelo seu tratamento.

Para além dos exercícios da Câmara Municipal e dos SMA, os documentos aprovados, que ainda irão ser discutidos e votados pela Assembleia Municipal, incluem também as contas de gerência da A.Logos, que voltou a ter resultados positivos, e da Tagusvalley que apresentou um saldo ainda negativo, mas com uma capacidade de investimento muito elevada, pelo que se expetativa para os próximos anos um retorno positivo.

Leave a Reply