Noite de fados e corrida de touros no Cartaxo vão realizar-se no cumprimento de todas as medidas de saúde pública

Em Região

O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, convocou uma reunião de trabalho, em articulação com o presidente da Junta da União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta, para avaliação das condições de realização de um espetáculo musical, agendado para sábado, dia 19 de junho, às 21h00 e de um espetáculo tauromáquico agendado para o dia 20 de junho, domingo, às 18h00.

A reunião decorreu ontem, dia 16 de maio, por videoconferência. O autarca convocou a autoridade de saúde pública, que se fez representar por Sérgio Lourenço, responsável pela área de saúde pública local e por Helena Sousa, Delegada de Saúde; Délio Pereira, presidente da União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta, entidade que detém a concessão da Praça de Touros; o adjunto de comando dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, Vítor Rodrigues; a PSP do Cartaxo e Luís Pombeiro, empresário que promove quer o espetáculo tauromáquico, quer o espetáculo musical.

Na reunião foram avaliadas as condições de cumprimento de todas as diretivas da Direção-Geral da Saúde em vigor e foi analisado o plano de contingência para os dois espetáculos. De acordo com o parecer de Helena Sousa, Delegada de Saúde, foi definido que ambos os espetáculos têm condições para se realizar, devendo cumprir as medidas de prevenção elencadas no parecer, que descreve as medidas exigidas pela Direção-Geral da Saúde, no âmbito do combate à pandemia da doença Covid-19, indica os promotores dos espetáculos como responsáveis pelo seu cumprimento e deixa recomendações que vão além das exigidas.

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo explicou que convocou a reunião para que “entidades de saúde pública e promotores pudessem trabalhar em parceria para garantir, por um lado, a realização dos espetáculos e, por outro, que todas as partes envolvidas tivessem conhecimento sobre as medidas de segurança e prevenção que têm de ser cumpridas”, o autarca destacou a importância “da retoma das atividades, quer para a economia local, quer para as associações e empresários, mas cada passo deve ser dado com segurança para que o concelho não regrida no plano de desconfinamento”. 

Leave a Reply